#BookFriday | Livros na Amazon com até 90% de desconto e frete grátis

amazon book fridayFoi dada a largada na #BookFriday da Amazon.

Não perca tempo. Tem livros  com até 90% de desconto e frete grátis!

Se liga em alguns destaques:

Tem muito mais livro em promoção, mas corra, que é por tempo e estoque limitado!

 Siga nas redes sociais!

Facebook  ✚ Instagram ✚ Twitter ✚ Google +  ✚ Pinterest ✚ Youtube ✚ Skoob

Freebie: Wallpaper – Whatever

Já faz algum tempo que eu queria fazer outro freebie pra vocês, mas nunca dava.

A vida tá tão confusa ultimamente, como se nada se resolvesse de verdade. Estou na expectativa de que coisas boas venham por ai, mas também já aprendi a lidar melhor com as porradas que a vida nos reserva.

Não dá pra enlouquecer, surtar e nem  chorar toda vez que algo dá errado. Sentir é importante, mas aprender o que fazer com esse sentimento também é.

Whatever é uma expressão do inglês que pode significar “qualquer coisa“, “o que quer que seja” ou “seja o que for“.

Nesse pensamento, seja o que for que a vida me mande, eu estou pronta pra matar no peito e seguir adiante. É bom estar preparada para o que quer que aconteça e tentar tirar sempre o melhor de cada situação, principalmente das mais adversas.

FREEBIE - wallpaper - whatever - chamada - gatoqueflutua

Criei esse wallpaper pra me lembrar disso e compartilho com vocês esse sentimento. Ele é todo ~moderninho~ com aquarela e fonte estilo manuscrita, bem atual. O tamanho é de 1920 x 1080.

Clique no botão abaixo para baixar!

Espero que gostem do presente, fiz com muito carinho. 🙂

 Siga nas redes sociais!

Facebook  ✚ Instagram ✚ Twitter ✚ Google +  ✚ Pinterest ✚ Youtube ✚ Skoob

O Gato leu: O Massacre da Serra Elétrica [Arquivos Sangrentos]

O Massacre da Serra Elétrica [Arquivos Sangrentos] – Stefan Jaworzyn
Editora: DarkSide
Ano: 2013
Páginas: 320
Compre: Amazon | Submarino | Americanas | FNAC | Livraria da Travessa | Cultura | Saraiva

Eu não acredito que estou fazendo a resenha desse livro! Já contei por aqui no post do 6 on 6, que foi através desse livro que conheci a DarkSide, uma das minhas editoras favoritas.

O Massacre da Serra Eletrica GatoQueFlutua_blog_Foto_Debb_Cabral

O Massacre da Serra Elétrica (1974) é um dos filmes que mais curto e não canso de assistir. Possui uma estética única e quando penso no Texas, ele está lá, como parte do folclore. Teve uma longa série de filmes que não alcançaram o tamanho da força da obra original e eu sempre quis saber o motivo disso…

Para a minha felicidade, o livro integra justamente a coleção Dissecando Filmes Clássicos de Terror, que apresenta os bastidores das principais obras do gênero. Este, que é um livro feito basicamente com entrevistas, nos conta todo o processo de produção das obras e a relação entre as pessoas que trabalharam nelas.

Esse tipo de sensibilidade, esse tipo de percepção de ‘valores’ coexistia com a carnificina do assassinatos que estavam acontecendo. (Pág. 56)

Ele ainda é um retrato da industria cinematográfica norte-americana. Nele vemos que muitos dos filmes da franquia tinham a possibilidade de alcançar o sucesso, mas trabalhar em um estúdio com uma lógica corporativa não é algo que ajuda muito no processo criativo. Prazos e orçamentos reduzidos, corte final decidido pelo estúdio, distribuição falha e mudanças no roteiro são só alguns dos problemas encontrados ao longo do caminho dos filmes seguintes.

Então quer dizer que o original teve sucesso pois não encontrou problemas? De jeito nenhum.

O filme de Tobe Hopper teve o grande problema das produções independentes: a falta de dinheiro. Tudo foi feito com muito improviso e bastante criatividade. A equipe acreditava que aquele seria apenas mais um filme de verão, porém teve ocasiões em que trabalhou por mais de 20 horas seguidas no calor texano.

Vários dos adereços e objetos em cena foram confeccionados com ossos de animais de verdade, encontrados em abatedouros ou na beira da estrada. Isso e Gunnar Hansen, o Leatherface original, que só tinha um figurino disponível para usar por mais de 30 dias, fediam demais.

Uma vez que começamos, muitos amigos trouxeram coisas nojentas para adicionar à coleção. (Pág. 65)

A paixão pelo cinema dá o tom ao livro. Há vários relatos de exaustão ou doença por conta do trabalhos nessa historia sangrenta, porém o elenco e a equipe reconhecem a força que O Massacre da Serra Elétrica alcançou. O estilo de filmagem fez com que muitos dos espectadores acreditassem que aquilo de fato acontecera e que estavam vendo um documentário. O medo da família canibal se fez presente com inconsciente coletivo.

Este livro é uma obra incomparável tanto para quem curte o filme quanto para aqueles que sem interessam pela arte de fazer cinema. Ele faz uma verdadeira anatomia do filme clássico e apresenta pela primeira vez o making of e a história completa da série. Cheio de fotografias raras e inéditas, com diagramação e arte fantásticas, esse livro é necessário para todo fã de terror e cinema.

Às vezes fazemos coisas pelos motivos errados. (Pág. 195)

A minha única ressalva quanto a ele é o capitulo que fala sobre Eggshells, o primeiro filme da parceria entre Hopper e o roteirista Kim Henkel. Ele serve pra mostrar como a equipe do Massacre se conheceu, o que é bom, porém foca demais na história desse filme. Como é um dos capítulos iniciais ele acaba meio que frustrando toda a expectativa do leitor que vem atrás do Massacre em si. Não é um capitulo ruim, só achei demasiado longo.

Já o capitulo sobre Ed Gein, que inspirou clássicos do terror com sua vida e seus crimes é bem perturbador e impossível de parar de se ler.

 Siga nas redes sociais!

Facebook  ✚ Instagram ✚ Twitter ✚ Google +  ✚ Pinterest ✚ Youtube ✚ Skoob

O Gato faz: Biscoito rápido de Maizena

Essa receita é linda. Só vão três ingredientes e ela fica pronta tão rapidamente que parece magica. Eu não acreditava que daria certo, mas não tem erro!

Rende muito! Uns 100 biscoitinhos mais ou menos!

Biscoito rápido de Maizena - GatoQueFlutua - receita

INGREDIENTES

  • 1 lata de leite condensado;
  • 500 g. de Maizena (amido de milho);
  • 200 g. de margarina.

MODO DE PREPARO

  1. Em uma vasilha misture todos os ingredientes até obter uma massa homogênea, bem lisinha, que desgruda das mãos e é fácil de manusear;
  2. Depois faça bolinhas e coloque em uma forma untada;
  3. Leve ao forno médio já aquecido (mais ou menos 160º) por aproximadamente uns 15 minutos até dourar a parte de baixo. Ele fica branquinho na parte de cima.

✚ DICAS

  • Tire do forno assim que ele dourar o fundo, porque ele seca e endurece um pouco quando esfria, então se assar demais vai ficar duro depois.
  • Na foto, são os biscoitos da primeira vez que testei a receita. Fiz do tamanho de brigadeiros. Atualmente estou fazendo eles menores, pouco maiores que uma pérola. Pra mim fica melhor e assa mais rápido.
  • Os biscoitos duram mais ou menos uma semana se guardados em um pote bem fechado.

Eles ficam com textura de sequilhos depois de prontos e derretem na boca. Eu como vários sem perceber! <3

 Siga nas redes sociais!

Facebook  ✚ Instagram ✚ Twitter ✚ Google +  ✚ Pinterest ✚ Youtube ✚ Skoob

O Gato leu: Cemitério de Plástico

A Procura de Vida Inteligente – Victor Allenspach
Editora: Edição do autor
Ano: 2016
Páginas: 48
Compre: site do autor

O Victor Allenspach não para. Ele, que está sempre trabalhando para divulgar o seu livro A Procura de Vida Inteligente, teve uma sacada genial: lançar um livreto com um dos contos do livro.

Cemiterio de Plastico_GatoQueFlutua_blog_Foto_Debb_Cabral

Cemitério de Plástico é um dos oito contos que compõe o livro A Procura de Vida Inteligente e, na minha opinião, é um dos mais fortes.

Na trama, a única memória que resta é seu próprio nome, Dante. Talvez não seja um nome, apenas uma lembrança antiga que o desastre não apagou. Houve um desastre. Um acidente? Dante acorda e corpos e destroços estão espalhados à sua volta. Será que alguém mais está vivo? Ele está ferido, e não há tempo de procurar as respostas.

Destroços se espalharam pelo deserto, da mesma forma que inúmeros corpos. Uma cena monstruosa de cabeças decepadas e pessoas desconstruídas, como se fossem brinquedos de encaixar. (Pág. 05)

Dante precisa sobreviver. Ele calcula suas chances. Parece impossível enfrentar uma difícil jornada pelo deserto. Um deserto hostil que traz mais duvidas do que soluções mesmo quando algo que parece ser bom acontece. Não é possível.

Dante ainda precisa recuperar o seu passado que parece mais gravemente ferido que seu braço, que foi atravessado por um pedaço de ferro na queda da nave. Sozinho, estaria ele livre? Que tipo de liberdade seria essa? Uma voz, que não é a sua consciência, vem questionar isso.

– Talvez você não queira se lembrar! (Pág. 31)

Nessa ficção científica cheia de analogias entre homens e robôs, Victor Allenspach nos dá apenas uma pequena prova do que é a sua obra na totalidade. Um conto avulso é instigante, já a história que a união deles todos forma, é algo chocante.

✚ O livreto custa apenas R$6,00 e o frete é gratuito. Dá pra comprar direto do autor no site dele!

 Siga nas redes sociais!

Facebook  ✚ Instagram ✚ Twitter ✚ Google +  ✚ Pinterest ✚ Youtube ✚ Skoob