O Gato leu: A cor que caiu do espaço

A cor que caiu do espaço – H. P. Lovecraft
Editora: Hedra
Ano: 2012
Páginas: 104
Compre: AmazonSubmarino |  Americanas | Cultura |  Saraiva

O que dizer deste livro maravilhoso?

Sempre ouvi falar muito bem de H. P. Lovecraft, do terror cósmico e da insignificância do homem em suas histórias. O livro A cor que caiu do espaço tem tudo isso e muito mais.

A-cor-que-caiu-do-espaço-Foto-Debb-Cabral-GatoQueFlutua-blog

Na trama, em um vilarejo a oeste de Arkham, um meteoro cai na propriedade de um fazendeiro local. O que parecia ser um fenômeno natural se mostra uma estranha aberração cromática que afeta a flora e a fauna da região. Da cor inominável nasce o cinzento estéril, o “descampado maldito”, onde nada cresce e a vida humana é tragada pela desolação.

Não era nada que se pudesse encontrar na Terra, mas um fragmento do vasto espaço sideral; e portanto dotado de propriedades desconhecidas e sujeito a leis desconhecidas (Pág. 29)

Uma curta história de pouco mais de 60 páginas e que nos absorve completamente. Lovecraft saiu do terror tradicional, perpassou pela ficção cientifica e criou algo novo, algo só seu. A narrativa em primeira pessoa acentua a tensão, dá a ideia de que aquilo realmente aconteceu e está nos sendo confidenciado com muito cuidado. Aterrorizante e assustadora. Uma angustiante e incrível história que eu lia prendendo a respiração.

A edição da Hedra é completa, um presente aos leitores. O apêndice é composto por “Notas sobre uma não entidade”, o mais longo relato autobiográfico escrito por Lovecraft, “A confissão de um cético”, breve ensaio em que o autor traça a evolução dos próprios interesses religiosos, científicos e filosóficos ao longo da vida, e “Notas sobre ficção interplanetária”, artigo em que defende as possibilidades artísticas da ficção científica ataca os clichês deste gênero. Estes extras nos ajudam a tentar entender como Lovecraft pensava e via a cultura e o mundo à sua volta.

Minha atitude sempre foi cósmica, e eu observava o homem como que a partir de outro planeta. Tratava-se apenas de uma espécie interessante para o estudo e classificação. (Pág. 73)

Se você deseja se aventurar pelas histórias do autor, recomendo começar com A cor que caiu do espaço. É uma curta história avassaladora e de tirar o fôlego. O próprio Lovecraft falou varias vezes que esta era a sua preferida. Portanto, é um livro que todos devem experienciar!

Siga nas redes sociais!

Facebook  ✚ Instagram ✚ Twitter ✚ Google +  ✚ Pinterest ✚ Youtube ✚ Skoob

Comente!