Mantenha a calma e se cerque do que é bom

Textos mais otimistas pouco se vê aqui no blog. Sempre quando é uma crônica ou um texto mais pessoal, é acompanhado de um drama. A tristeza, melancolia e a dor sempre me deram vontade de escrever, diferente da felicidade. Vai entender, né?

É engraçado como para mim estar mal, confusa e sem motivação é normal. Quando me sinto bem, apesar de tooooodos os problemas, é estranho.

Keep-calm-and-hakuna-matata-GatoQueFlutua_blog_Foto_Debb_Cabral

Pareço uma hippie e essas palavras parecem tão vazias e generalistas, mas elas são tão verdadeiras. Fico muito em casa, acho que é por isso que quando a crise existencial bate, ela bate forte. Fico me questionando muito.

Esses dias tenho acompanhado a oficina de uma amiga dentro do projeto em que trabalho. Na oficina, ao ouvir as propostas e processos dos outros, me dei conta que todo mundo está confuso e isso é normal.

Não é o fim do mundo estar com dúvidas. É o fim não ir atrás de respostas.

Recentemente tive problemas com meu notebook e com a internet, isso em uma semana em que precisava produzir muita coisa do trabalho. Mas eu estou tão de boa que consegui dar conta de tudo sem surtar. Se isso tivesse acontecido, eu me prejudicaria, pois não teria ritmo ou organização. Eu pautei prioridades, pedi ajuda, busquei alternativas e essa experiência toda me mostrou que não há nada que eu não possa fazer.

Acho que isso tem a ver com a maturidade. Quando era adolescente, eu era bem esquentada e ficava de mal humor por tudo. Hoje em dia tenho mais paciência e percebi que ser adulta é não deixar ninguém na mão, é ser responsável, ser alguém com quem se pode contar.

É sério o quanto me sinto ridícula. Mas sou uma ridícula feliz, uma piegas que entendeu que clichês e frases feitas só estão ai há tanto tempo porque carregam verdades em si.

Desapegue-se dos problemas.

Siga nas redes sociais!

Facebook  ✚ Instagram ✚ Twitter ✚ Google +  ✚ Pinterest ✚ Youtube ✚ Skoob

Comente!