O Gato leu: Centelha – Herdeiros do Olimpo

Centelha – Herdeiros do Olimpo – André Silva Araújo
Editora: Schoba
Ano: 2016
Páginas: 432
Compre: AmazonSaraiva

Primeiro livro da nova parceira do blog, a Editora Schoba. Que bom que finalmente isso está acontecendo!

Eu adoro mitologia e fiquei muito feliz quando vi que o GatoQueFlutua tinha sido escolhido para resenhar um livro que a tem como pano de fundo.

Centelha_Herdeiros do Olimpo_Foto_Debb Cabral_GatoQueFlutua_blog

Na trama de Centelha – Herdeiros do Olimpo uma guerra violenta entre o titã primordial Érebo e os deuses do Olimpo está para acontecer e o resultado dessa batalha afetará a toda humanidade.

Isso é algo surreal para Adam, um garoto que vive uma vida comum, mas que descobre ser filho de um deus da pior forma possível. Sua vida sofre uma reviravolta drástica e ele terá que provar aos deuses o seu valor, passando por desafios terríveis e mortais.

Seus gritos de valentia deram lugar a urros fracos e sucintos de dor. (Pág. 55)

Em meio à essas provações ele conhece outros semideuses como Luísa e Luca, que estão tão desorientados quanto ele. Será que esses jovens conseguirão servir de ajuda aos deuses na hora de salvar o mundo?

Ser um semideus e descobrir isso de maneira inesperada me lembrou muito o primeiro filme do Percy Jackson (não li os livros, então não posso comentar em relação à eles), mas depois a trama de Centelha seguiu um caminho completamente diferente.

Gosto muito de livros de aventura e ação, e também de ver  o companheirismo de amigos se unindo para um bem em comum, com muito trabalho em equipe. Foi animador conhecer os poderes dos semideuses e descobrir com eles as suas novas habilidades .

Apesar de achar que o autor desenvolveu a história muito lentamente no inicio do livro, depois que a trama principal foi revelada o ritmo melhorou bastante, tanto que o final é cheio de ação e emoção.

O mundo em que você vive deve chegar ao fim, e os deuses junto a ele! O grande imperador da escuridão vai recomeçar tudo! Ele vai recriar o universo a partir de sua vontade, e será maravilhoso! (Pág. 250)

Fazia tempo que eu não lia nada de mitologia e esse livro me deu uma vontade de pesquisar mais. Tem muitos personagens orgulhosos e estúpidos nessa história e eu passei raiva em vários momentos da leitura por conta deles. Depois eu parei pra refletir: ser deus não significa ser bom e ser poderoso não significa ser benevolente. O poder dá àquele que o tem uma noção de superioridade com a qual é difícil de lidar, mas foi bom ver personagens evoluindo durante a trama e percebendo que a grosseria não faz ninguém ser digno de respeito.

– Vocês tem o melhor das duas espécies; a força, a vitalidade e a longevidade dos deuses, e a capacidade infinita de evolução presente nos seres humanos. (Pág. 324)

A escrita do André é bem simples, o texto é fácil, o capítulos são curtos e o livro está bem dividido em três partes. Eu li Centelha – Herdeiros do Olimpo muito rápido, eu praticamente o devorei.

Este é, ao que tudo indica, o primeiro livro de uma série. Estou muito curiosa pra saber como a trama vai se encerrar e o que vai ser de Adam, seus amigos e da humanidade.

Print

Siga nas redes sociais!

Facebook  ✚ Instagram ✚ Twitter ✚ Google +  ✚ Pinterest ✚ Youtube ✚ Skoob

Comente!