O Gato leu: Triângulo de Quatro Lados

Triângulo de Quatro Lados – Adelina Barbosa e Fernanda Medeiros
Editora: D’Plácido
Ano: 2015
Páginas: 320

Triângulo de Quatro Lados conta a historia de Sara, uma garota como qualquer outra de 17 anos. Ela é apaixonada por pintura, sonha em estudar artes e tem uma paixão platônica por seu primo mais velho, Rodrigo. Ele é um cara bonitão e que tem uma banda de rock, ou seja, daquele tipo que todas as garotas desejam.

Blog_GatoQueFlutua_Foto_Debb_Cabral

Para Rodrigo, Sara ainda é a sua priminha, mas algo se transforma quando ele a beija pela primeira vez. Porém, o que parecia estar perfeito para ambos, muda totalmente quando ela consegue fazer um curso de artes em Paris. Um mês depois, quando Sara volta, tudo está diferente, inclusive ela, que não tem certeza em quem confiar e no que sente.

Xinguei a mim mesma de burra, iludida… Desiludida, idiota. Imagens retorcidas da realidade desanuviaram meu coração apaixonado e me mostraram a verdade. Eu estava a ponto de perder a razão quando Rodrigo se aproximou de mim, mas a verdadeira face dele se mostrou. (Pág. 167)

Quem ela queria perto, se afasta; quem ela queria longe, fica próximo e quem ela pouco conhecia, se torna essencial na sua vida. Sara se vê inserida em um triângulo amoroso, só que com quatro lados.

No inicio do livro, achei que as autoras estavam meio perdidas, mas conforme a historia foi caminhando elas acabaram percebendo que o segredo estava na simplicidade.

Me encantei pelo bom humor do irmão da Sara e me identifiquei muito com a falta de paciência pra drama que o Brent, irmão do Rodrigo, tem. Matheus, o misterioso vocalista da banda do Rodrigo, também é bem interessante e tem uma experiência de vida que o torna um dos personagens mais encantadores.

Meu lado antissocial não me permitia gostar de pessoas invadindo meu espaço, a menos que fosse Brent… Quis dizer Rodrigo. Repreendi meu pensamento por ter trocado nomes tão diferentes. Mas, com o passar da conversa fácil de Matheus, relaxei. E cheguei à conclusão de que sempre me sentia melhor quando conversava com ele. (Pág. 181)

A Sara me deu nos nervos muitas vezes por conta de só viver para pensar no Rodrigo, mas lembrei que ela tem 17 anos e, nessa idade, a gente age assim mesmo. O amor deixa as pessoas tolas.

Depois de todas as mudanças que aconteceram, Sara começou a perceber que tinha de ser protagonista da sua própria vida. Nessa hora eu comecei a crer mais nela.

Minha antipatia por ele esvanecia no vazio daquele salão mal iluminado.

Mas não o odiava. Eu, somente, não sentia nada. (Pág. 293)

Triângulo de Quatro Lados tem a historia vista pelo ponto de vista de diversos personagens. Isso é bom pra ver como cada um lida com seus erros e revela mais sobre o caráter deles.

Dá pra comprar online no site da editora. 🙂

10959417_1600288196852449_8574373770797165743_n

Comente!