O Gato viu: Snoopy e Charlie Brown – Peanuts, O Filme

O desafio era grande: trazer para a tela do cinema as histórias da turma do Charlie Brown e do beagle mais amado das tirinhas em quadrinhos. Deu certo!

Snoopy e Charlie Brown - Peanuts, O Filme

Snoopy e Charlie Brown – Peanuts, O Filme é uma bela homenagem ao trabalho de  Charles M. Schulz. Com uma nova forma nunca vista antes (em animação 3D), o filme conta a história de uma mudança na vida de Charlie Brown, em plenas férias de inverno. Chega na cidade uma linda garotinha de cabelo vermelho, que será vizinha do jovem.

Charlie Brown é tímido e atrapalhado, mas se encanta de cara pela menina. Para conseguir falar com ela, terá que vencer seus próprios medos. Ele procura ajuda e ouve conselhos desde a ranzinza Lucy, passando por sua doce irmã, Sally, até o sempre amigo, Linus. Mas quem o ajuda mesmo é o seu inseparável cachorro, Snoopy.

O beagle, entre um capitulo ou outro da aventura que cria em sua máquina de escrever, consegue ter ideias para levantar a moral do amigo e ajudá-lo a dar, literalmente, os passos em direção a sua amada.

Snoopy e Charlie Brown – Peanuts, O Filme tem uma hora e meia de duração e consegue divertir do inicio ao fim. É uma história encantadora sobre autoestima e amizade.

Vale muito a pena conferir!

O Gato joga: Beach Buggy Blitz

O jogo viciante da vez é o Beach Buggy Blitz.

beach-buggy-blitz-game

Fácil e divertido, seu objetivo consiste em explorar ao máximo uma ilha tropical a bordo de um buggy. Nessa corrida coletamos moedas, desviamos de obstáculos pelo meio do caminho e recolhemos alguns bônus também, como: tempo extra, proteção, bolhas de moedas e velocidade.

Você pode destruir todo o cenário do jogo em uma batida, é sério. Eu fui desviar de um dos muitos patos que atravessam a pista e bati em uma arvore e em uma casa com trapiche. Destrui tudo pelo caminho. Não é uma corrida para chegar primeiro, mas para coletar o máximo de moedas possível, pois as trocamos depois por beneficios.

Eu buscava um Mario Kart e descobri esse jogo ao acaso e me surpreendi muito. O que me decepcionou um pouco é o fato de só ter um circuito disponível, ao contrário do famoso Mario Kart que tem uma boa variedade.

Sua jogabilidade é bem simples e intuitiva.

Gratuito, o game está disponível para Android e iOS.

O Gato leu: Notícias do Planalto

Notícias do Planalto – Mario Sergio Conti
Editora: Companhia das Letras
Ano: 1999
Páginas: 720
Compre: Amazon

Finalmente terminei de ler esse livro!

GatoQueFlutua_blog_Foto_Debb_Cabral

Desde que apareceu no vídeo sobre TBR, metas e organização literária, só consegui acabá-lo agora, no inicio de janeiro. O motivo? Ele pesa muuuito e cansa o braço, rs.

Notícias do Planalto nos mostra muito bem como funciona a relação entre a comunicação e a politica. Usando o caso da eleição de Fernando Collor de Mello, vemos a construção da imagem do jovem politico e como ela foi vista, projetada e analisada pelos meios de comunicação do nosso país.

A noticia não estava só no que ele dizia. Collor tinha o senso do espetáculo da política. Sabia que, como num drama, era necessário às vezes sair do palco para não se desgastar. (Pág. 14)

Os grandes destaques são os jornais impressos, as revistas e a televisão. Através deles o público/eleitor conheceu o alagoano Fernando Collor. O livro é muito bem escrito e traz um quê de bastidores, como se ficassemos sabendo de fofocas e informações confidenciais. Isso consegue prender a leitura, pois ficamos curiosos. Queremos saber qual a próxima atitude ou ação e nisso, vamos aprendendo sobre esse capítulo importante da história do Brasil.

O livro começa contando a história do pai de Collor, Arnon de Mello, e termina com o impeachment daquele que foi o primeiro presidente eleito por voto popular após a ditadura militar.

– Mas o seu cargo é de confiança.

– Não é, Roberto. Meu cargo é de competência. Se fosse de confiança você teria colocado nele um parente ou um amigo. (Pág. 107)

Collor percebe que tem que usar a mídia a seu favor, e a grande mídia também passa a se interessar por aquele politico nordestino desconhecido e que se mostrava promissor. Nesse jogo de interesses, vemos como que as informações são levadas ao público: se o grupo de comunicação era contra Collor, mostrava e caçava todos os seus podres; se o grupo era a favor, fazia reportagens elogiosas.

Burocracia há tanto na politica, quanto há na comunicação, infelizmente. Os meios de comunicação não deveriam, literalmente, tomar partido. Isso deixa as noticias tendenciosas e só quem perde com isso é o público.

– O sinal de que a autoridade prefere abafar o caso e só vai andar com ele se for impossível varrê-lo para baixo do tapete. (Pág. 571)

Criticas à gestão são entendidas como críticas pessoais. Políticos e comunicadores muitas vezes agem como meninos mimados que fazem birra quando são contrariados.

Notícias do Planalto é uma aula sobre a história do jornalismo no Brasil, pois, mesmo fazendo o recorte de uma época especifica, nos mostra a base sobre a qual se ergueram os grandes conglomerados e nomes da comunicação no nosso país.

Nesses tempos de escândalos políticos e de pedidos de impeachment a torto e a direito, uma aula de sobre a história politica do Brasil cai muito bem.

ATUALIZAÇÃO

O livro vai virar filme! A previsão é que as filmagens comecem em 2017.

 Siga nas redes sociais!

Facebook  ✚ Instagram ✚ Twitter ✚ Google +  ✚ Pinterest ✚ Youtube ✚ Skoob

O Gato viu: Os Oito Odiados

Quentin Tarantino é o meu diretor preferido, porém eu nunca tinha ido ver um filme seu no lançamento. Até Django, meu preferido, eu vi no circuito alternativo, mais de um ano após a estreia.

Mas para assistir Os Oito Odiados foi diferente, me preparei e fiquei de olho nas datas. Marquei um dia e fui logo ver, e que incrível que foi!

os-oito-odiados-personagens-resenha-maze-blog

Os Oito Odiados tem todos os elementos da estética do Tarantino: trilha impecável, personagens fortes e surpreendentes, diálogos marcantes e um roteiro incrível. Sua narrativa se assemelha muito ao estiloso Cães de Aluguel.

Na trama, o caçador de recompensas John Ruth (Kurt Russell) está transportando a famosa criminosa Daisy Domergue (Jennifer Jason Leigh), até a cidade para receber seu pagamento. No caminho, eles encontram o também caçador de recompensas, Marquis Warren (Samuel L. Jackson), que está em outro trabalho, além de Chris Mannix (Walton Goggins), o qual diz ser o xerife que está prestes a ser empossado na cidade que é o destino de todos.

tim-roth-kurt-russel-og-jennifer-jason-leigh-i-the-hateful-eight

Uma forte nevasca se aproxima, impedindo a viagem de prosseguir.  Então, os viajantes vão se refugiar no Armazém da Minnie, local onde quatro outros desconhecidos já estão abrigados. Essas oito pessoas estarão confinadas dentro da estalagem durante uma nevasca que pode duram dias. Aos poucos, os segredos de todos passam a ser descobertos, e tudo se encaminha para um inevitável confronto entre eles.

O interessante é que cada personagem tem uma história sobre si que pode ou não ser verdade. Nunca sabemos em quem se pode confiar e no que irá acontecer a seguir.

O clima de tensão em Oito Odiados é constante, mas ele ainda tem uma boa dose de humor. Grande parte dele se deve a protagonista feminina da história. Daisy Domergue é o alivio cômico, mas tem seus bons momentos de carga dramática também. Kurt Russell também está incrível, fazia tempo que eu não o via em ação e gostei muito da sua atuação.

O filme é longo (tem pouco mais de três horas de duração) e pode ser dividido em dois momentos: o primeiro, mais lento e com uma morosidade proposital do Tarantino (se é que posso me arriscar a dizer isso); e o segundo, com uma tragédia sanguinolenta e debochante.

Acho que vale a pena a conferida! Eu gostei bastante! 🙂

Batons Natura Aquarela nas cores Vermelho 45 e Rosa 43

Adoro os batons da Natura. Eles nunca me decepcionam!

A linha Natura Aquarela é bem conhecida, seus batons hidratantes possuem Fator de Proteção Solar (8 e 10) e prometem uma hidratação por até oito horas.

Vermelho 45

Batom-Natura-Aquarela-GatoQueFlutua_blog_Foto_Debb_Cabral Batom-Natura-Aquarela-GatoQueFlutua_blog_Foto_Debb_Cabral Batom-Natura-Aquarela-GatoQueFlutua_blog_Foto_Debb_Cabral

Amo batom vermelho. Uso sempre pra dar mais cor na minha cara que é bem pálida. O Vermelho 45 é vibrante e dá uma alegrada no rosto.

É um batom de fácil aplicação e boa duração. Gostei muito de usá-lo. Apesar de ser cremoso, não é pegajoso, depois de um tempo até fica mais sequinho.

Rosa 43

Batom-Natura-Aquarela-GatoQueFlutua_blog_Foto_Debb_Cabral Batom-Natura-Aquarela-GatoQueFlutua_blog_Foto_Debb_CabralGatoQueFlutua_blog_Foto_Debb_Cabral

O Rosa 43 é quase um nude, tem um leve toque de cor. É perfeito para uma saída rápida ou para usar junto daquele olho bem trabalhado. Assim como o Vermelho 45 ele não escorre e tem uma boa duração.

As embalagens contém 3,5g e custam R$17,90 cada.