O Gato viu: A Fotografia Oculta de Vivian Maier

Que documentário incrível!

dd437-finding-vi__140330174100

Não falo isso como alguém que ama e produz fotografia, mas como alguém que mergulhou durante quase uma hora e meia na vida e obra dessa mulher misteriosa e ainda está profundamente abalada.

Vivian Maier foi uma fotógrafa que passou a maior parte da sua vida trabalhando como babá em Chicago. Ela não tinha família, marido ou filhos e sua origem era desconhecida. Durante a segunda metade do século vinte, Vivian registrou mais de 150 mil imagens (em negativo!) da vida urbana nos Estados Unidos.

Ela tinha um olhar muito atento que ia do belo ao grotesco, do alegre ao triste. Suas fotografias atemporais permaneceram escondidas de todos, bem como a história da mulher por trás da máquina fotográfica. Após sua morte um jovem pesquisador compra uma caixa sua em um leilão e encontra nela um tesouro. Ao se deparar com aquelas imagens, ele fica inquieto e embarca em uma jornada em rumo a vida de Vivian Maier.

Dirigido por John Maloof e Charlie Siskel. A Fotografia Oculta de Vivian Maier foi indicado ao Oscar 2015 de melhor documentário e provoca um misto de sentimentos ao longo da exibição. Nos mantemos atentos, pois é impossível desviar a atenção dessa história.

Não deixem de ver!

O Gato viu: Malévola

Está ai um filme que eu me arrependo de não ter ido ver no cinema.

tumblr_n2cdyks61o1qlk8nxo1_500

Malévola apresenta o conto de fadas da Bela Adormecida de uma forma diferente, a partir da vivência da antagonista. Mostra a origem de uma das vilãs mais icônicas da animação.

O live-action do clássico da Disney narra a vida de Malévola (Angelina Jolie), protetora do reino mágico dos Moors. Quando jovem, ela se apaixona pelo humano Stefan (Sharlto Copley). O romance nasce, porém, Stefan, um garoto de origem humilde, tem a ambição de se tornar rei.

Malévola está no meio de seus planos. Ele a abandona e engana Malévola para conseguir o que deseja. A fada boa se torna amarga e vingativa que chega ao ponto de amaldiçoar Aurora (Elle Fanning), filha recém-nascida de Stefan.

Malévola acompanha o crescimento da menina, com Diaval (Sam Riley), seu corvo comparsa. A convivência com a jovem princesa gera sentimentos confusos na então vilã.

tumblr_n7y1ctxpak1s0twm9o1_500tumblr_n6nrqwlciz1qawfjeo3_500

Malévola mostra como as nossas experiências nos transformam, seja para o bem ou para o mal. Há também o medo do diferente, pois parece que é muito mais fácil elimina-lo do que unir forças e viver em paz.

O filme é bonito, com uma trilha maravilhosa e não é cansativo. As atuações estão impecáveis o que nos dá um turbilhão de sentimentos ao longo da exibição.

Eu, que tenho dificuldade de aceitar as certas coisas dos contos de fadas, me apaixonei e chego a preferi-lo do que à animação original. É uma história moderna, com uma mensagem que cabe muito mais na nossa realidade.

Vale muuuito a pena conferir!

O Gato viu: As Vantagens de Ser Invisível

Já fazia muuuito tempo que eu queria ver esse filme, mas nunca tinha oportunidade. Finalmente eu assisti As Vantagens de Ser Invisível!

as-vantagens-de-ser-invisivel

O filme conta a história de Charlie (Logan Lerman), um garoto de 15 anos que entra num colégio enquanto se recupera de uma depressão profunda, que lhe rendeu tendências suicidas; e da perda de seu único amigo. A vida escolar não é fácil para uma pessoa com problemas simples, imagine para Charlie, que ainda tem, em seu coração, feridas não cicatrizadas. Ele guarda todos os seus sentimentos para si e às vezes escreve para o seu falecido amigo como está sendo a sua vida.

No colégio, o jovem está se forçando em uma jornada de socialização. Ele conhece dois veteranos, Patrick (Ezra Miller) e Sam (Emma Watson), que o acolhem em seu mundinho à parte dos populares da escola.

vantagensdeserinvisivelTHE PERKS OF BEING A WALLFLOWER

O filme é sincero e mostra como as pessoas afetam a vida das outras, seja para o bem ou para o mal. Nossas experiencias nos marcam e, às vezes, é difícil se recuperar e crescer, tendo que lidar com eternas lembranças.

As Vantagens de Ser Invisível é engraçado e triste, como a vida com seus altos e baixos. Muitas vezes é duro e nos deixa com o coração apertado e, em outras, nos deixa eufóricos.

Não pensem que esse é um filme adolescente, pois não é. É um filme com um trio de protagonistas adolescentes que vivem experiências que os amadurecem. As Vantagens de Ser Invisível é inteligente e delicado.

O filme é uma adaptação do livro homônimo de Stephen Chbosky.

Já estou louca para ler a obra original. Assim que ler posto a resenha para vocês! 🙂

O Gato viu: Homem-Formiga

Ontem eu fui conferir Homem-Formiga, filme que encerra a segunda fase do universo cinematográfico Marvel. A trama se passa logo após o filme Os Vingadores: A Era de Ultron.

homemformigareview

Não sabia bem o que esperar do filme, já tinha visto os trailers e imagens promocionais, mas fui totalmente surpreendida. A Marvel tinha que apresentar esse novo personagem ao grande público, nos quadrinhos ele é um dos membros fundadores dos Vingadores, mas muita gente desconhece sua história.

No passado, Hank Pym se demitiu da S.H.I.E.L.D, pois ela tentou duplicar sua tecnologia de encolhimento. O cientista acredita que ela é perigosa e que nas mãos erradas pode ser devastadora e dar inicio a um novo tipo de guerra.

Nos dias atuais, Hank está afastado da sua própria empresa, enquanto isso, Scott Lang acaba de ser libertado da Prisão de San Quentin, por roubo. Pyn descobre que Darren Cross, seu antigo pupilo está a um passo de conseguir replicar a sua tecnologia com o Jaqueta Amarela, um traje experimental.

homemformigareview2

Hank Pym vai em busca das habilidades de ladrão de Scott Lang e pede sua ajuda para que o Jaqueta Amarela não se torne uma realidade. Hope van Dynem, filha de Pym está trabalhando tanto para o pai quanto para Darren Cross, seu chefe. A pequena equipe forma um plano para eliminar toda a tecnologia de Cross e evitar que o pior aconteça.

O que vemos em Homem-Formiga é a história de como um homem comum pode salvar vidas. O filme é bem despretensioso e agradável, quem se divertiu com Guardiões da Galáxia, com certeza vai rir deste. Alguns questionamentos como o fato de que Hank Pym, que é o Homem-Formiga original dos quadrinhos, não ser o herói principal do longa foram, ao meu ver, bem adaptados e esclarecidos.

new-ant-man-trailer-unleashed-by-marvel

Homem-Formiga é tão engraçado que em certos momentos eu achei que o Adam Sandler ia aparecer (sério, gente! haha). Scott Lang é o personagem principal, mas outros tantos roubam a cena e a gente consegue se afeiçoar com todos, até com as formigas!

É um bom filme para ver em família e mesmo quem não viu nenhum dos filmes da Marvel pode ver e curtir. É claro, que se você viu os filmes anteriores, vai aproveitar muito mais a experiência e vai até dizer: Eu entendi a referência! (leia na voz do Capitão América).

Fiquem até o final, pois tem duas cenas pós créditos, e a segunda mostra indícios claros da próxima jogada da Marvel.

O Gato viu: O Jogo da Imitação

07 de junho. Em 2015 a Parada Gay estava acontecendo em São Paulo e nessa mesma data, em 1954, Alan Turing se suicidou. Em 07 de junho, eu assisti O Jogo da Imitação (The Imitation Game, 2014).

o_jogo_da_imitacao

Na cinebiografia do matemático Alan Turing (Benedict Cumberbatch), descobrimos o quanto seus conhecimentos em matemática e lógica foram importantes durante a Segunda Guerra Mundial.

Os alemães utilizavam a famosa máquina Enigma para enviar suas comunicações. A Enigma criptografava as mensagens e tornava impossível para que os Aliados ou quaisquer outros a desvendassem. Turing imaginava que somente uma máquina seria capaz de descobrir os códigos de outra, e essa máquina faria os cálculos e trabalharia com todas as probabilidades de resultados muito mais rápido que qualquer homem. Era o inicio da computação como conhecemos hoje.

Turing e um grupo de outros gênios trabalharam para decifrar os códigos, e ao conseguirem, encurtaram a guerra em anos e salvaram milhares de vidas.

the-imitation-game-1_TIG2664.NEF

Conhecemos um pouco da infância do matemático quando ele ainda estudava em um colégio só para rapazes. Solitário, gênio e silencioso, Turing era homossexual e vivia em uma época em que isso era ilegal. Além desse debate, O Jogo da Imitação traz a tona outros conflitos como o que viveu Joan Clarke (Keira Knightley), que também foi alvo de preconceito, por trabalhar com a ciência e ser mulher, quando, o “correto” era que as mulheres tinham que se conformar com empregos sempre subordinados aos homens, como os de telefonista e secretaria.

Turing foi perseguido e condenado. O homem que salvou a vida de muitos se matou.

O Jogo da Imitação é um filme belíssimo e comovente, que dá vontade de chorar de tanta revolta. Um herói da ciência e da guerra foi condenado à morte.

O lado mais particular de um individuo se torna público e todos acham que isso lhes dá o direito de interferir. É incrível o quão danoso é julgar uma pessoa apenas por um aspecto da vida dela, justamente o aspecto menos relevante à situação.

O filme, dirigido por Morten Tyldum, é uma adaptação da biografia “Alan Turing: The enigma”, de Andrew Hodges.

O Jogo da Imitação é um filme necessário, ainda mais nesses tempos de discursos preconceituosos.

Vale muito a pena assistir.