Quando tudo começa a dar errado

Eu assisto muitas séries e observei algo com o passar do tempo. Sempre que está tudo bem e todos estão felizes, vem uma desgraça gigantesca logo em seguida.

São os plots twists ficcionais, mas que tem tudo a ver com a vida real. Sabe o meme “a série de erros da minha vida”? Pois é, ele nos lembra que o efeito dominó é algo constate, que tudo o que está de pé pode cair um dia. Tudo mesmo.

Da série “How I Met Your Mother”

Mas como lidar? Como não se deixar abater? Como se manter de pé?

Eu não sei.

Nessas horas a ansiedade domina e começamos a ver os piores cenários possíveis e nenhuma solução. Às vezes fingimos ignorar e nos entregamos a algo que vai se tornando um novo vício, mas isso não faz com que os problemas se resolvam milagrosamente. O escapismo nunca é real e o entorpecimento é passageiro.

O nosso cérebro é multitarefas e está sempre tentando buscar saídas e soluções. É como se fosse um computador que fica rodando um programa que não permite ser fechado e que só vai encerrar quando estiver tudo ok. Eu penso que primeiro temos que mergulhar dentro de nós mesmos. Ficar quietos, rever os detalhes. Após esse momento de introspecção é que virá a decisão em relação à próxima atitude. Nem sempre isso resultará no fim dos problemas, mas ajuda a organizar as ideias e as emoções.

Tem hora em que parece que nunca vamos conseguir vencer e que um erro vai levar sempre ao outro. A vida nos derruba e ficar no chão é mais fácil do que tentar levantar e levar a próxima porrada.

Aguente firme. Pense no que é melhor pra você. Pense no que é melhor para os outros. Não se entregue.

Faça dar certo. Você é o potencial de mudança da sua vida.

Siga nas redes sociais!

Facebook  ✚ Instagram ✚ Twitter ✚ Google +  ✚ Pinterest ✚ Youtube ✚ Skoob

O Gato leu: O Guia do Mochileiro das Galáxias

O Guia do Mochileiro das Galáxias – Douglas Adams
Editora: Arqueiro
Ano: 2010
Páginas: 156

Hoje é Dia da Toalha e a resenha de hoje é em homenagem à essa data!

O_Guia_do_Mochileiro_das_Galaxias_Blog_GatoQueFlutua_Foto_Debb_Cabral

O Guia do Mochileiro das Galáxias conta a história de dois amigos, Ford Prefect e o inglês Arthur Dent, que escaparam da destruição do planeta Terra, pegando carona em uma nave espacial. Isso só acontece porque Ford é um extraterrestre que vivia disfarçado na Terra, fazendo uma pesquisa de campo para atualizar o livro O Guia do Mochileiro das Galáxias. Como bom mochileiro, Ford sabe como aproveitar as situações e sair de enrascadas.

O Guia do Mochileiro das Galáxias faz algumas afirmações a respeito das toalhas.

Segundo ele, a toalha é um dos objetos mais uteis para um mochileiro interestelar. (Pág. 27)

Nessa aventura, depois de serem expulsos da sua carona na nave Vogon, os mochileiros encontram Trillian; o ex-presidente da galáxia, Zaphod Beeblebrox e Marvin, um robô maníaco depressivo que vinham em fuga na incrível nave Coração de Ouro, movida por um Gerador de Improbabilidade Infinita.

Cheio de nomes loucos e referências, o livro é divertido e tem um humor ácido bem interessante. Críticas em relação ao ser humano são tecidas em formas de metáforas ou estão implícitas em muitas partes do texto. O Guia do Mochileiro das Galáxias é o tipo de livro que deve ser lido com atenção, pois Douglas Adams nos dá pequenas doses de informação que podem passar despercebidas.

– Como assim nunca estiveram em Alfa do Centauro? Ora bolas, humanidade, fica só quatro anos-luz daqui! Desculpem, mas se vocês não se dão ao trabalho de se interessar pelas questões locais, o problema é de vocês. (Pág. 34)

O livro é uma mistura de literatura e ciência. A história toda me lembrou muito Doctor Who, é bem nesse estilo. É algo louco, meio absurdo, mas que te chama atenção. Os capítulos são pequenos e como esse é o primeiro volume da trilogia de cinco livros, sabemos que ainda tem muita coisa por vir nessa viagem pela galáxia.

A história de todas as grandes civilizações galácticas tende a atravessar três fases distintas e identificáveis – as da sobrevivência, da interrogação e a da sofisticação, também conhecidas como fases do como, do porquê e do onde. (Pág. 155)

É uma leitura rápida. Pra ler quando estiver mochilando mesmo. 😛

Não sei se cheguei a gostar do livro, ainda estou processando ele, assim como o computador Pensador Profundo ao calcular a resposta  para a para Vida, o Universo e Tudo Mais. Talvez daqui a 10 milhões de anos eu tenha uma ideia se gostei ou não, rs.

Não entre em pânico e não esqueça a sua toalha!

Fã faz vídeo com a ordem cronológica das cenas de Severo Snape

No dia 09 de janeiro foi o fictício aniversário de 54 anos do personagem Severo Snape, da saga Harry Potter.

Um fã montou cronologicamente as cenas dos oito filmes para contar de maneira sensível a história do professor de porções. Uma homenagem à esse homem que amou de verdade por toda a sua vida e nos rendeu uma reviravolta de emoções e sentimentos, tornando-se um dos personagens mais amados e reverenciados.

A trajetória do anti-herói me levou às lagrimas.

Confira o  vídeo.

“After all this time?”

Always”

Estar só não significa estar disponível

Eu caminho todas as noites, de segunda a sexta, das 21 às 22 horas. Faço meus exercícios nesse horário pois a rua já está mais tranquila e a academia ao ar livre também.

Uso leggings até o pé, sempre pretas ou cinza. Camisas de super heróis, séries e outras coisas nerds com um número acima do meu, completam o look. Nessa uma hora em que caminho, fico só com meus pensamentos e com a música que ouço.

Mas sempre há uma perturbação na força.

Personagem Robin Scherbatsky, da série How I Met Your Mother

De bicicleta, a pé, de carro ou moto, um inconveniente sempre cruza o meu caminho. Homens com cantadas baratas e ridículas, que não se importam em respeitar o momento de tranquilidade das pessoas.Mexem e quando você os ignora, eles dizem que você não gosta de homem.

Onde já se viu? Só porque não quero dar papo pra um imbecil tenho que ser chamada de “sapatão”? Gostando ou não de homem, eu prefiro estar bem longe de um tipo desses, preconceituoso em todos os sentidos.

Caras assiim pensam que só porque você está sozinha a noite está disponível para o que eles quiserem. Em que século vivemos?

Ignoro e às vezes rebato o que dizem para ver se eles se tocam. Mas uma coisa não dá pra fazer: deixar de viver por medo de homens assim.Se afastem e não deem atenção, mas se eles insistirem (tem caras que chegam a ficar te seguindo) gritem, chamem ele de tarado, façam um escândalo na rua. Talvez só a vergonha e a humilhação pública façam com que eles se toquem.

#ForçaGarotas

Siga nas redes sociais!

Facebook  ✚ Instagram ✚ Twitter ✚ Google +  ✚ Pinterest ✚ Youtube ✚ Skoob