O Gato leu: Desaparecido para sempre

Desaparecido para sempre – Harlan Coben
Editora: Arqueiro
Ano: 2010
Páginas: 320
Compre: Amazon

Harlan Coben é, talvez, o autor atual mais famoso do gênero thriller. Fazia muito tempo que eu desejava conhecer a sua escrita e agora com o Desafio Doze Meses Literários de novembro, que trouxe o suspense como tema, eu pude pegar um livro dele para ler.

No início fiquei um pouco confusa com a história, mas isso passa logo. Terminei impressionada com a trama criada por ele. O meu grande problema foi que não consegui me envolver com o protagonista. Sua autopiedade é gigantesca e a expectativa que ele coloca em cima das pessoas não fica atrás. O achei ingênuo. Para alguém que já havia passado por uma situação crítica na vida, ele deveria ser mais cético.

Na trama, no leito de morte, a mãe de Will Klein lhe faz uma revelação: seu irmão mais velho, Ken, está vivo. Ken desapareceu há 11 anos, acusado do estupro e assassinato de sua vizinha Julie Miller. A polícia o considera um fugitivo, mas a família sempre acreditou em sua inocência.

Mais uma traição em uma década cheia delas. (Pág. 08)

Ainda aturdido por essa descoberta, Will se depara com outro mistério: Sheila, sua namorada, some de repente. Apesar de estarem juntos há quase um ano, ela nunca revelou muito sobre o seu passado. Enquanto isso, Philip McGuane e John Asselta, dois criminosos que foram amigos de infância de Ken, passam inexplicavelmente a rondar a sua vida.

Não havia como negar. Ele gostava de machucar as pessoas. Uma aura de destruição cercava cada um de seus passos. (Pág. 107)

Mentiras fazem parte da vida de Will e ele decide descobrir a verdade por trás desses mistérios. Desaparecido para sempre se torna então uma trama eletrizante e cheia das mais inimagináveis reviravoltas.

Will trabalha em uma fundação de assistência a jovens carentes, foi lá que ele conheceu Sheila. Seu melhor amigo, Squares, proprietário de uma escola de ioga famosa entre as celebridades, também é voluntário no local e ajudará Will em sua busca por respostas.

O grande diferencial do livro, para mim, foi olhar para as crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. Prostituição, tráfico de drogas e violência fazem parte da dura realidade das ruas e nas rondas por elas com os personagens pude ver mais sobre essas pessoas que diariamente escolhemos não enxergar.

O abrigo significava muito para mim. Para nós. E quando tínhamos duvidas quanto ao nosso sucesso, a respeito de quanto estávamos ajudando, sempre lembrávamos que fazíamos tudo por causa daqueles jovens. Eles não eram carinhosos. Não eram atraentes, eram pessoas difíceis de se amar. A maioria deles levaria uma vida terrível e acabaria nas ruas, na cadeia ou morta. Mas isso não era motivo para desistirmos. Pelo contrário; na verdade, significava que deveríamos amá-los ainda mais. Incondicionalmente. Sem hesitar. (Pág. 126)

São tantos personagens neste livro e em determinados momentos as histórias deles se cruzam de maneira impressionante. São várias viradas e em certas horas eu me sentia tão perdida quanto o protagonista. O final é inesperado. Harlan Coben não economizou na hora de surpreender o seu leitor.

Buscamos o assassino, a vitima e a verdade em uma trama na qual literalmente somos abalados até a ultima página.

Siga nas redes sociais!

Facebook  ✚ Instagram ✚ Twitter ✚ Google +  ✚ Pinterest ✚ Youtube ✚ Skoob

Desafio Doze Meses Literários

Eu fiz a minha retrospectiva literária de 2016 e fiquei muito feliz com o resultado. Li mais de 40 livros e cumpri minhas metas. Queria aumentar o número de leituras neste ano, mas vou trabalhar demais e por isso decidi que vou me desafiar de um jeito diferente.

Criei o Desafio Doze Meses Literários com o objetivo de ler de tudo um pouco, mas também  de ler sem aflição. É um desafio por mês. Tem um bom tempo de respiro entre cada leitura, porque a vida complica às vezes e nem sempre dá para seguir o ritmo frenético de uma maratona literária.

Quem quiser participar, pode ficar a vontade, apenas fiquem atentos às regras:

  • Escolher um livro que se enquadre em cada categoria;
  • Formato livre (livro físico, e-book, quadrinho, mangá, etc);
  • Se quiser divulgar, dê os créditos do blog. Use a hashtag #DesafioDozeMesesLiterarios.

Olhem a lista dos desafios:

✚ MINHAS LEITURAS

  1. Janeiro: Macunaíma, de Mário de Andrade
  2. Fevereiro: Maus – A História de um Sobrevivente: , de Art Spiegelman
  3. Março: Arte e Grande Público – A distância a ser extinta, de Maria Inês Hamann Peixoto
  4. Abril: Tubarão, de Peter Benchley
  5. Maio: Eu, Robô, de Isaac Asimov
  6. Junho: Ayrton Senna: A trajetória de um mito, de Lionel FroissartChristian Papazoglakis e Robert Paquet
  7. Julho: O Hobbit em quadrinhos, de J.R.R. Tolkien, Charles Dixon (adaptação) e David Wenzel (ilustrações)
  8. Agosto: O Mágico de Oz, de L. Frank Baum
  9. Setembro: Cenas da Vida Amazônica, de José Veríssimo
  10. Outubro: O Exorcista, de Willian Peter Blatty
  11. Novembro: Desaparecido para sempre, de Harlan Coben
  12. Dezembro: Novos Contos da Montanha, de Miguel Torga

No decorrer do ano vou atualizando este post aqui com as minhas escolhas literárias para cada mês. Todos os livros lidos serão resenhados, então fiquem sempre de olho no blog, ok?

Siga nas redes sociais!

Facebook  ✚ Instagram ✚ Twitter ✚ Google +  ✚ Pinterest ✚ Youtube ✚ Skoob

6 on 6 – Outubro 2016 – Especial Halloween

Como sempre o 6 on 6 sai aos poucos, mas sempre sai!

Desta vez eu não sabia muito bem o que mostrar,mas ai tive a ideia de usar esse espaço para recomendar livros de terror, horror, suspense e tudo mais que se possa relacionar com o Halloween. 

Eu adoro os gêneros que citei acima e os livros abaixo são bem trevosos.

6on6 - Outubro - 2016 - GatoQueFlutua - Foto - Debb Cabral 6on6 - Outubro - 2016 - GatoQueFlutua - Foto - Debb Cabral 6on6 - Outubro - 2016 - GatoQueFlutua - Foto - Debb Cabral 6on6 - Outubro - 2016 - GatoQueFlutua - Foto - Debb Cabral 6on6 - Outubro - 2016 - GatoQueFlutua - Foto - Debb Cabral 6on6 - Outubro - 2016 - GatoQueFlutua - Foto - Debb Cabral

01. Visagens e Assombrações de Belém – Walcyr Monteiro (Smith Editora): Clássico da literatura paraense, este livro é uma compilação de contos e histórias fantásticas que povoam o imaginário da cidade. Walcyr Monteiro é um militante na resistência para que a cultura popular não se perca. Como boa paraense que sou, não podia deixar de começar com essa indicação.

02. Psicose – Robert Bloch (DarkSide Books): O livro que inspirou o clássico filme de Alfred Hitchcock. Eu a versão cinematográfica, mas o livro consegue ser ainda melhor. O grande diferencial aqui é que estamos na cabeça perturbada do Norman Bates, nós pensamos como ele, isso é algo que o filme não nos dá.

03. O Quarto Vermelho – Nicci French (Editora Record): Se você curte tramas policiais, então esse é o livro! Nele acompanhamos a psiquiatra criminal Kit Quinn enquanto ela ajuda a policia em uma busca para encontrar um serial killer na cidade de Londres.

04. Luz, O deus do horror – Andrei Simões (Twee Editora): Claro que eu tenho que citar o grande nome do terror paraense, ainda mais que esta é a minha leitura atual. Nesse romance seriado, o Andrei consegue nos deixar angustiados e sem esperanças. Ele é o mesmo autor de Putrefação, livro com meu tipo preferido de final, aquele que é desolador.

05. Hellraiser – Renascido do Inferno – Clive Barker (DarkSide Books): Claro que vai ter mais de um livro da DarkSide por aqui, ela é o grande nome em edição de livros do gênero no Brasil. Fique surpreso de não ter só livros dela por aqui, rs. Hellraiser é um dos meus favoritos, adoro como o Clive consegue mostrar que prazer e dor são separados apenas por uma linha bem tênue. O Andrei, que citei acima, tem o autor como grande referência.

06. A Zona Morta – Stephen King (Ponto de Leitura): Pra encerrar, não pode faltar o mestre, Stephen King! Este livro está na minha meta literária deste mês para o projeto All About King. A Dalissa, que nunca havia lido nada do autor, se apaixonou pelo livro e disse que é uma boa indicação pra quem quer começar a ler os livros do rei do horror.

Espero que tenham gostado! 🙂

Siga nas redes sociais!

Facebook  ✚ Instagram ✚ Twitter ✚ Google +  ✚ Pinterest ✚ Youtube ✚ Skoob

O Gato leu: Mentirosos

Mentirosos – E. Lockhart
Editora: Seguinte
Ano: 2014
Páginas: 271

Esse livro é um suspense.

Mentirosos_GatoQueFlutua_blog_OGatoleu_livro

Mentirosos conta a história da família Sinclair, que é muito rica e renomada, além de agarrada à valores que considera corretos. O patriarca tem uma ilha particular com casa para cada uma das três filhas. Todo ano a família se reúne nas mansões de frente para o mar e aproveitam o verão. Os netos, crianças e adolescentes, se divertem enquanto os adultos fazem disputas pelo dinheiro.

Ninguém é criminoso.

Ninguém é viciado.

Ninguém é um fracasso. (Pág. 13)

Cadence é uma dessas netas, a primogênita. Ela, seus primos Johnny e Mirren e o amigo Gat, são muito unidos. Eles formam um grupo chamado de Mentirosos. Gat é indiano e diferente dos brancos e louros Sinclair, ele é bem idealista, além de ser apaixonado por Cadence. Esse amor é correspondido, mas não é bem visto.

Um dia, olhei para Gat, deitado na rede de Clairmont com um livro, e ele parecia… Bem, parecia ser meu. Como se fosse minha pessoa particular. (Pág. 25)

No verão em que a jovem faz quinze anos um misterioso acidente acontece com ela. Cadence tem perda de memoria, fortes dores de cabeça e toma muitos remédios. Ela não sabe o que aconteceu e ninguém revela nada.

– Você entende, Cady? O silencio é uma camada protetora sobre a dor. (Pág. 43)

Dois anos se passam até que ela retorne para a ilha, encontre os Mentirosos e as respostas que ela tanto espera.

Ouvi falar tão bem desse livro e quando li vi que era uma história bacana mesmo. Essa questão dos Sinclair serem tão apegados ao dinheiro e a uma imagem certa é muito louco. Isso serve pra gente pensar muito sobre como é ruim ser ambicioso e manipulador como eles.

– Se estão enlouquecendo, é por escolha de vocês mesmas – disse meu avô. – Recomponham-se. Não posso deixar a herança para pessoas loucas. (Pág. 123)

Cadence faz umas metáforas de contos de fadas que eu achei muito interessante. Pra mim, Mentirosos foi um pouco parado no inicio, mas como ele é curtinho então passa rápido. 😛

O final é muito louco e surpreendente. Sério, é a melhor parte do livro. Fiquei muito chocada.

Vale a pena só por ele.