O Gato leu: Tudo sobre The Walking Dead

Tudo sobre The Walking Dead – Paul Vigna
Editora: Pixel Media
Ano: 2017
Páginas: 324
Compre: Amazon

Eu estou muito satisfeita com este lançamento da Pixel Media. Gosto muito de livros de bastidores e que contam histórias do processo de criação de alguma obra. Tudo sobre The Walking Dead vai além disso, ele propõe uma reflexão sobre este fenômeno, abordando desde a sua ressonância cultural até seu aspecto mercadológico. Para quem é formada em comunicação e trabalha com cultura, como eu, este livro é uma aula!

O guia é muito bem dividido e traz, a cada capítulo, o resumo de uma temporada. Quando vi esses resumos no sumário achei desnecessários, mas conforme a leitura percebi o quanto que eles são essenciais, afinal são sete temporadas (até o lançamento do livro). Muitos eventos importantes aconteceram com os personagens e esses resumos ajudam a nos organizarmos cronologicamente.

Quando estes seres humanos perfeitamente espelháveis veem-se em uma realidade avassaladora, em que se vive cada momento desperto ou de sono em perigo mortal, e os roteiristas tratam tudo isso da forma mais vida-real possível, o resultado é mais do que um programa de TV: cria-se um laço visceral entre a plateia e os personagens, o qual nenhum seriado consegue imitar. (Pág. 16)

O autor traça um panorama do gênero zumbi, destacando George Romero que mudou a forma de apresentar estes seres e influenciou diretamente os criadores de TWD. Mas o livro vai além, ele reflete sobre a ideia de chegar ao extremo de si mesmo, mostrando os monstros que podemos nos tornar. Com um olhar de fã, mas sem deixar de ser crítico, Vigna entende que a série é sobre pessoas, seres humanos falhos tentando dar o melhor de si.

O gancho é o zumbi, mas a substância é a dinâmica do ser vivo naquele mundo. (Pág. 73)

Há debates sobre os mais diversos temas, como a saída de Frank Darabot e o processo judicial contra a AMC; estudos acadêmicos sobre a série; a aparição de Negan e o grau de violência apresentado na TV; estoicismo e autocontrole em situações extremas; o polêmico caso Glenn no beco; os rumos que a trama pode tomar para um desfecho; entre outros.

Pense no que é o seriado além dos zumbis: o colapso da sociedade, uma luta macabra pela sobrevivência e o empenho para reconstruir algo que lembre o mundo anterior a partir dos escombros. A maioria das histórias de zumbis nunca explora esses pontos com tanta profundidade, se é que os explora, pois não dura o suficiente para chegar a esses temas. (Pág. 167)

Encontrar referências a nomes como Stuart Hall, que eu conheci na faculdade de jornalismo, mostra o quanto este guia se aprofunda ao analisar o impacto da série em nossa sociedade e vice-versa. Se você se interessa por comunicação, cultura, entretenimento, industria cultural, mídia e mercado, este livro é para você. Ele é sim para os fãs de TWD, mas também é para todos aqueles que se interessam pelos grandes fenômenos culturais contemporâneos.

Recomendo muito e fico feliz em anunciar que a Pixel Media já está com outro lançamento neste mesmo sentido. A Cruzada Mascarada nos traz detalhes sobre o impacto do Batman na cultura pop.

✚ Vale a pena conferir!

Siga nas redes sociais!

Facebook  ✚ Instagram ✚ Twitter ✚ Google +  ✚ Pinterest ✚ Youtube ✚ Skoob

O Gato leu: O Mundo do Batman

O Mundo do Batman – Daniel Wallace
Editora: Pixel Media
Ano: 2017
Páginas: 64
Compre: Amazon

Já falei diversas vezes aqui no blog o tanto que gosto da série “O Mundo de…”, publicada pela Pixel Media e agora seu ultimo lançamento, O Mundo de Batman, se tornou o meu preferido.

Repleto de informações, desde a trágica história da infância do Batman a valiosas dicas sobre o combate ao crime, este livro ilustrado traz o maior detetive de todos os tempos compartilhando todo o conhecimento necessário para assumir a capa do Batman.

Neste livro, Bruce Wayne (Batman) deixa tudo para Damian Wayne, seu filho e um dos que assumiram o manto de Robin. Ele conversa com o leitor como se este fosse o seu sucessor. Há um misto de esperança, orgulho e saudade em seu tom. Com o passar das páginas nos deparamos com seus vilões, aliados, família e com Gotham City, seu amado lar.

O cinema já mostrou diversas vezes a origem do Batman e este livro vem nos dar um panorama do que já viveu o morcego. Vocês já sabiam que o Bruce tinha um filho chamado Damian e que ele era um Robin? Não? Tudo bem. Este livro traz esta e outras “novidades” que renovam o interesse no personagem.

A partir da leitura d’O Mundo de Batman, o leitor pode ir atrás de outros quadrinhos que contenham aqueles fatos que chamaram a sua atenção.

Este livro se tornou o meu preferido até agora da coleção por conta da sua linguagem franca e humana. O Mundo da Mulher-Maravilha é inspirador, O Mundo do Homem-Aranha é engraçado e O Mundo de Batman, traz a pessoa por trás do manto.

Estou louca pra ver qual será o próximo lançamento desta série que a Pixel Media trará para nós. Eu já tenho a minha aposta, mas vou manter segredo até lá. 🙂

Siga nas redes sociais!

Facebook  ✚ Instagram ✚ Twitter ✚ Google +  ✚ Pinterest ✚ Youtube ✚ Skoob

O Gato leu: O Mundo do Homem-Aranha

O Mundo do Homem-Aranha – Daniel Wallace
Editora: Pixel Media
Ano: 2017
Páginas: 64
Compre: Amazon

A Pixel Media está fazendo um trabalho incrível lançando esses livros ilustrados que contam a trajetória dos heróis. Muita gente vai ao cinema e se encanta por aqueles personagens que só conhecia de nome, da publicidade ou de algum contato rápido na infância.

Quem são eles afinal? Para estes novos fãs os livros da série “O Mundo de…” são um presente! A história é contada pela perspectiva do protagonista e compartilhada com o leitor em formato de conversa, que pode ser inspiradora, como em O Mundo da Mulher-Maravilha ou engraçada, como em O Mundo do Homem-Aranha.

No livro, o Homem-Aranha conta todos os segredos sobre como consegue (ou melhor, tenta) equilibrar sua vida dupla e manter o senso de humor, que é sua marca registrada, mesmo quando está metido com o Doutor Octopus ou o Duende Verde.

Aprendemos com ele a escolher bem o uniforme, como funcionam os lançadores de teia e até como fazer tiradas rápidas contra vilões inescrupulosos. Ainda há também a questão da identidade secreta, o cotidiano profissional e os malabarismos na vida amorosa. O Aranha compartilha tudo com vocês, dando aos aspirantes a super-heróis todos os conselhos que vão precisar para começar nessa profissão.

O Gato leu: O Mundo do Homem-AranhaO Gato leu: O Mundo do Homem-Aranha
O Gato leu: O Mundo do Homem-Aranha

Este livro é muito engraçado e apresenta, além do protagonista, uma gama de personagens de seu circulo, desde a Tia May, que o criou, até os Vingadores, passando por vilões e colegas de trabalho, incluindo um chefe nada amigável.

Meio manual, meio almanaque, meio enciclopédia, O Mundo do Homem-Aranha é uma agradável leitura e excelente dica de presente para este Natal!

Fiquem ligados porque o próximo lançamento heroico da editora é, nada mais, nada menos que O Mundo do Batman!

Siga nas redes sociais!

Facebook  ✚ Instagram ✚ Twitter ✚ Google +  ✚ Pinterest ✚ Youtube ✚ Skoob

O Gato leu: O Livro de Ouro do Hagar, o Horrível 3

O Livro de Ouro do Hagar, o Horrível  – Dik Browne
Editora: Coquetel/Pixel
Ano: 2016
Páginas: 132
Compre: AmazonFNAC | Livraria da Travessa | Saraiva

Vocês já conhecem o selo Pixel da Coquetel? Eu já falei sobre ele algumas vezes aqui no blog, mas acho que todo mundo deveria conhecer. É o selo de quadrinhos da editora e está fazendo um trabalho maravilhoso ao lançar as histórias das tirinhas clássicas em edições especiais.

O Livro de Ouro do Hagar - O O Horrivel 3 _ Foto Debb Cabral_ Blog GatoQueFlutua

Dessa vez  vim falar sobre um cara que muita gente conhece e se diverte com as suas aventuras. Hagar, o Horrível, um viking bem bonachão que viveu na Idade Média, conhecida também como a Idade das Trevas. Gordo e barbudo, tinha como única preocupação saquear os reinos pelo seu caminho. Faminto em todos os sentidos.

Porém, Hagar também era um folgado e suas tiras atemporais retratam conflitos contemporâneos cotidianos que ele, e muitos de nós, fariam de tudo para se esquivar, como dietas, impostos e seguros. São batalhas sem fim!

O Livro de Ouro do Hagar - O O Horrivel 3 _ Foto Debb Cabral_ Blog GatoQueFlutuaO Livro de Ouro do Hagar - O O Horrivel 3 _ Foto Debb Cabral_ Blog GatoQueFlutua

Adoro as personagens femininas da trama, Helga, a esposa do Hagar, é a minha preferida. A primeira vista, as situações em que ela é colocada são de cunho machista, mas se olhar com calma vocês vão perceber que assim como todas as tiras, essas também trazem questionamentos sociais.

Emancipação e a força da mulher. Hagar não seria o homem que é se não pudesse contar com o alento de Helga, mas ela ainda seria a mulher vigorosa e audaz que é mesmo sem o Hagar. Numa rápida lida, a personagem pode parecer uma simples esposa submissa, mas repare bem como que ela é o chefe da casa. A reflexão sobre independência e os papéis de gênero é algo que Helga tenta mostrar para sua jovem filha Honi.

O Livro de Ouro do Hagar - O O Horrivel 3 _ Foto Debb Cabral_ Blog GatoQueFlutua

Esta é terceira edição de tiras clássicas que a Pixel trouxe. A maior parte delas saiu quase quarenta anos atrás, entre 1977 e 1980, considerado o início do apogeu da série, quando o autor Dik Browne estava em sua melhor forma.

mundo_coquetel_parceiro_2

Siga nas redes sociais!

Facebook  ✚ Instagram ✚ Twitter ✚ Google +  ✚ Pinterest ✚ Youtube ✚ Skoob

O Gato leu: O Livro de Ouro do Recruta Zero 4

O Livro de Ouro do Recruta Zero 4
Editora: Coquetel/Pixel
Ano: 2016
Páginas: 128
Compre: AmazonAmericanas | Livraria da Travessa | Cultura | Saraiva

A vida tá tão louca esses dias que tudo o que eu precisava era rir, ainda bem que encontrei isso em O Livro de Ouro do Recruta Zero 4 .

O Livro de Ouro do Recruta Zero 4 _ Foto Debb Cabral_ Blog GatoQueFlutua

Lembro de ver minha irmã lendo gibis do Zero, mas nunca tinha parado pra pegar nenhum até a Coquetel/Pixel, parceira do blog, mandar um aqui para casa.

Não poderia ter ficado mais satisfeita, além das tirinhas, que são bem divertidas, o livro fala sobre o surgimento delas. Ficamos conhecendo a origem do protagonista e também dos seus companheiros de farda, descobrimos a época em que isso aconteceu, contexto histórico e recepção do público, além de outras curiosidades.

As tiras do Recruta Zero vem desde os anos 50, de lá para cá muita coisa mudou. Há algumas tiras que falam sobre o racismo e assédio, coisas “pesadas” e que dentro do contexto da história servem como ponto de discussão. É interessante notar que as tiras do Zero estiveram sempre em constante mudança, se adequando a realidade do momento vivido, não é a toa que elas continuam com força até hoje.

Para quem não conhece, criado por Mort Walker, em 1950, Beetle Bailey era só um personagem universitário sem grande apelo. As suas tiras estavam com os dias contados quando seu idealizador teve a brilhante ideia de alistar a personagem no exército. O pulo do gato garantiu a Bailey, agora Recruta Zero, uma popularidade imediata.

No Quartel Swampy, de onde jamais saiu, ele conheceu os seus companheiros, são eles: Quindim, Dentinho, Platão, Julius, Rocky e Cosmo, que serviam sob as ordens do Sargento Tainha e oficiais atrapalhados como o General Dureza, Tenente Escovinha, Capitão Durindana e Tenente Mironga. Isso sem falar no elenco de apoio que inclui até o cão Oto e a secretária do General, Miss Buxley (mais conhecida como Dona Tetê).

O Livro de Ouro do Recruta Zero 4 _ Foto Debb Cabral_ Blog GatoQueFlutua O Livro de Ouro do Recruta Zero 4 _ Foto Debb Cabral_ Blog GatoQueFlutua

Este livro é um passeio pelas cinco décadas iniciais da série, desde as primeiríssimas tiras até o período áureo nos anos 1980 e 1990. São alguns dos melhores momentos dessa turma de militares trapalhões.

É um livro para quem curte dar boas risadas, mas também é um excelente material sobre a história dos quadrinhos nos Estados Unidos. Ele está disponível nas versões capa dura e brochura.

Vale muito a pena conferir!

mundo_coquetel_parceiro_2

Siga nas redes sociais!

Facebook  ✚ Instagram ✚ Twitter ✚ Google +  ✚ Pinterest ✚ Youtube ✚ Skoob