O Gato leu: O Corvo do Inverno

O Corvo do Inverno – Lenmarck Andrade
Editora: Independente
Ano: 2017
Páginas: 20
Compre: Amazon

Em 2017 eu tive a oportunidade de receber das mãos do autor Lenmarck Andrade o seu conto de terror O Corvo do Inverno. Belém tem uma cena literária contemporânea de qualidade (já falei aqui do autor Andrei Simões) e alguns de seus escritores tem trabalhando em conjunto para fortalecer o cenário e ganhar mais visibilidade.

Em O Corvo do Inverno tudo começa com a alvorada dos corvos. Um garoto desaparece. Aves rasgam os céus e trazem a morte junto com o inverno. Um grupo de crianças corre risco. Alguém (ou algo) bate à porta.

Todas as criaturas morrem, Tony, meu garoto. (Pág. 05)

A escrita de Lenmarck é direta e sem rodeios. Quis acreditar, ter esperanças, mas não há espaço para isso. A morte vem dos céus.

Não tem como não nos lembrarmos do filme Os Pássaros, de Alfred Hitchcock e do poema O Corvo, de Edgar Allan Poe, mas o autor paraense exprime sua identidade com uma narrativa muito visual e colocando crianças no centro da trama, deixando tudo ainda mais dramático.

Um par de tênis familiar que adornava pernas dilaceradas que se estiravam para fora de uma moita. Pernas de uma criança. (Pág. 17)

São poucas e fortes páginas que nos mostram que todo ato tem o seu retorno. O desejo de sobrevivência é constante, mas será ele merecido?
.

Somos escravos de nossos instintos. As aves carniceiras se alimentam dos restos deixados pelo rastro dos humanos. (Pág. 18)

Siga nas redes sociais!

Facebook  ✚ Instagram ✚ Twitter ✚ Google +  ✚ Pinterest ✚ Youtube ✚ Skoob