O Gato leu: Novos contos da montanha

Novos contos da montanha – Miguel Torga
Editora: Nova Fronteira
Ano: 1996
Páginas: 245
Compre: Amazon

Em 2018 eu disse a mim mesma que um dos meus objetivos literários seria ler os livros que já estão na minha estante antes de sair correndo atrás de novidades. Novos contos da montanha é um desses exemplos, alguns de seus contos eram leitura obrigatória no ano em que prestei o vestibular. Naquela época li somente as histórias que precisava e o livro ficou parado na minha estante por quase oito anos.

Resenha do livro Novos Contos da Montanha, publicada no blog  Gato que Flutua -Foto_Debb_Cabral

A ultimo temática do Desafio Doze Meses Literários era contos e aproveitei a oportunidade para pegar este velho conhecido para ler. Finalizei a leitura atrasada em janeiro e só agora consegui uma folga para postar a resenha.

A vida está acima das desgraças e dos códigos. (Pág. 29)

No livro temos vários contos que se passam na mesma aldeia. Histórias e personagens conectados em um Portugal agrário e humilde. Os contos são bem curtos. Quando eu conseguia entender a história, ela acabava. As narrativas que mais gostei foram: Repouso, O Caçador, O Leproso, Natal, Renovo, Regresso, A Confissão e A Festa.

São histórias tristes de pessoas simples em tempos difíceis. Vulnerabilidade, malícia e inocência estão presentes nos contos deste livro que me lembrou muito o Cenas da Vida Amazônica, de José Veríssimo. A natureza humana os aproxima.

Com a cuba do estômago cheia e a imagem da Santa espetada na fita do chapéu, um homem sente-se capaz de tudo: de matar o semelhante e de comungar. Ouve-se um padre-nosso e uma saraivada de asneiras ao mesmo tempo. (Pág. 203)

A melancolia é muito forte nessas histórias, vemos as diversas nuances de um mesmo personagem em várias tramas. Fiquei feliz de ter lido o livro agora. Talvez com 17 anos e uma cabeça focada no vestibular não fosse o momento certo para olhar com atenção esta pequena aldeia que Torga nos convida a conhecer.

Siga nas redes sociais!

Facebook  ✚ Instagram ✚ Twitter ✚ Google +  ✚ Pinterest ✚ Youtube ✚ Skoob

O Gato faz: Mini Árvore de Natal

Já deixei aqui no blog algumas inspirações pra vocês de árvores de Natal de parede. São dicas para quem, por algum motivo não pode ou não quer uma árvore tradicional.

Agora, no vídeo de hoje, vou ensinar a fazer uma Mini Árvore de Natal com materiais simples que temos em casa. É uma forma discreta e delicada de enfeitar a mesa de trabalho, estante, rack e outros lugares pequenos que mereçam um charme a mais.

Uma dica para quem não tiver tecido, é usar um papel de presente bem bonito. Fica muito bacana também!

Siga nas redes sociais!

Facebook  ✚ Instagram ✚ Twitter ✚ Google +  ✚ Pinterest ✚ Youtube ✚ Skoob

Inspiração: Árvore de Natal de Parede

Não sei vocês, mas aqui em casa já fazem anos desde que montamos a nossa ultima árvore de Natal tradicional. Os motivos foram algumas mudanças e, principalmente, a falta de tempo. Os enfeites que tínhamos já envelheceram e só sobrou mesmo o presépio.

Ainda tem um outro porém, na verdade dois: minhas duas gatas. Elas nunca viram arvore de Natal em casa e estranham muito qualquer mudança. Logo, não queria arriscar ver a árvore desabar no chão. Eu sei que poderia ensinar elas a não mexer, mas confesso que estou sem cabeça para isso.

Assim, minha dica de hoje é para quem, assim como eu, não pode ter uma árvore de Natal tradicional em casa. Não importa qual for o motivo, você ainda pode sim ter esse símbolo enfeitando o seu lar.

Já ouviu falar de Árvore de Natal de Parede? Não? Então, se liga nas inspirações!

Foto - The experimental home
Foto – The experimental home
Foto - Estéfi Machado
Foto – Estéfi Machado
Foto - Guta Moraes
Foto – Guta Moraes
Foto - Lifestyle
Foto – Lifestyle
Foto - Tofu Blog
Foto – Tofu Blog
Foto- Homey Oh My!
Foto- Homey Oh My!
Foto: Brit + Co
Foto: Brit + Co