TAG: By the Book

Eu adoro responder TAGs e hoje trouxe uma chamada By the book, que vi pelo Instagram. A TAG é gringa e foi traduzida pela Tatiana Feltrin.

Vamos lá?

Detalhe da estante de livros-GatoQueFlutua-blog-Foto_Debb_Cabral.JPG

1. Qual livro está na sua cabeceira?

Atualmente são dois. Estou lendo Nossa Senhora do Nilo, de  Scholastique Mukasonga e O Demonologista, de  Andrew Pyper. 

2. Qual foi o último livro realmente bom que você leu?

Mr. Mercedes, de Stephen King foi um livro que eu devorei. Lia sem parar e recomendo a todos que desejam conhecer a escrita do King ou que sejam fãs de literatura policial.

3. Se você pudesse encontrar qualquer escritor(a), vivo(a) ou morto(a), quem seria? E o que gostaria de perguntar a ele(a)?

Acho que seria o próprio Stephen King ou a J.K. Rowling.

Para o King eu perguntaria sobre a rotina de escrita dele, como ele se organiza, como as ideias surgem… Pegaria muitas dicas. Para a J.K. eu só iria agradecer por todo o trabalho e esforço dela com Harry Potter, por não ter desistido das histórias do jovem bruxo que cresceu e amadureceu com toda uma geração ao lado dele, aprendendo com suas experiencias e aventuras.

4. Qual livro ficaríamos surpresos de encontrar na sua estante?

Talvez Simon vs. a Agenda Homo Sapiens, de Becky Albertalli. É um livro para o público jovem, mas que me cativou por trazer um temas como homossexualidade, bullying e amizade de uma maneira leve e bem humorada.

5. Como você organiza a sua biblioteca pessoal?

Atualmente é do jeito em que caiba o máximo possível, rs. Tem setores fixos: livros de fotografia e arte; livros não lidos; livros lidos e quadrinhos lidos.

6. Qual livro você “já deveria ter lido”?

São tantos… Mas para citar um, vou indicar O Poder da Espada, de Joe Abercrombie. Tenho o volume inicial da trilogia A Primeira Lei há pelo menos 4 anos. A capa da saga já até mudou e eu ainda nem peguei nele.

7. Um livro que desapontou, superestimado, nada bom. Um livro que todos dizem ser a sua cara, mas que não gostou. Último livro abandonado.

Eu não cheguei a abandonar, mas A Piada Mortal, de Alan Moore, foi uma grande decepção para mim. Como uma fã do Batman, esperava mais do livro, porém achei a história bem problemática.

8. Que tipos de histórias chamam a sua atenção? De quais tipo de histórias você mantém distância?

Adoro literatura policial, aventura, mistério, suspense, terror e ficção cientifica. Muita morte, sangue e personagens problemáticos! Fujo de histórias de amor.

9. Se você pudesse indicar um livro para o/a presidente, qual seria?

Os Excluídos, Yuyun Li. É um livro que se passa na China após a Revolução Cultural e que trata de politica, comunidade e da importância que uma vida pode ter nas das outras pessoas. Um governante devia ler histórias assim para ver com outros olhos o povo que ele representa.

10. Quais livros você pretende ler em breve?

Estão aguardando na fila: O Mágico de Oz, de Lyman Frank Baum; Cenas da Vida Amazônica, de José Veríssimo e O Exorcista, de William Peter Blatty.

Quem quiser responder, pode ficar a vontade! Me marca que eu vou querer ver!

Siga nas redes sociais!

Facebook  ✚ Instagram ✚ Twitter ✚ Google +  ✚ Pinterest ✚ Youtube ✚ Skoob

TAG – Eu Nunca (Book TAG)

Já faz um tempo que não respondo nenhuma TAG aqui pelo blog, não é mesmo? Achei a TAG literária Eu Nunca bem bacana e decidi responder as dez perguntas que ela traz. Confiram!


01. “Eu nunca li isso”. Um livro que nunca leu, mas que aparentemente todo mundo já.

R: O Mágico de Oz. Esse livro eu já tenho aqui em casa e está na minha TBR, só esperando a hora dele.

02. “Eu nunca li algo tão maravilhoso”. O seu livro favorito.

R: É impossível escolher um só. Sério, eu não consigo ter nada favorito.

03. “Eu nunca imaginei que conseguiria terminar isso”. Um livro, ou uma série que você não curtiu, mas leu até o fim.

R: Tóquio Cidade Ocupada. Eu achei o livro bem confuso e quase larguei, mas como era o tipo de assunto que me interessava, insisti na leitura.

04. “Eu nunca vou terminar isso”. Um livro ou uma série que você abandonou.

R: O Beijo, Danielle Steel . Nesse momento tive certeza de que não sou uma pessoa de histórias de amor e que não tem paciência alguma para o eterno drama de “eu te amo, mas não podemos ficar juntos”.

05. “Eu nunca vou me arrepender de ter lido isso”. Um livro que você leu por recomendação de alguém e acabou gostando.

R: A cor que caiu do espaço. Recomendado pelos Nerds com Farinha, HQ-SSS na época. Foi nessa ocasião que conheci a escrita de H.P. Lovecraft e me apaixonei.

06. “Eu nunca faria isso”. Um personagem que tomou alguma decisão ou fez algo que você não concorda/faria.

R: Imp, de A Menina Submersa. Eu nunca pararia o carro para alguém na estrada no meio da madrugada, mesmo que fosse uma mulher sozinha e nua. Eu chamaria a polícia, a emergência e ia buscar ajuda na cidade mais próxima. Mas nunca pararia sozinha.

07. “Eu nunca quero admitir que li isso”. Um livro que você tem vergonha de ter lido ou de ler em locais públicos.

R: Crepúsculo. Eu li até o terceiro livro da saga (Eclipse) e parei por ai. Não é meu tipo de trama e eu não consegui me afeiçoar a nenhum dos personagens, na verdade eles me deram foi muita raiva com as suas atitudes.

08. “Eu nunca li algo tão fofo”. Um livro que tocou seu coração.

R: Mutts: Cães, Gatos e Outros Bichos. Eu amo as histórias dos Mutts, elas são doces e a arte é a coisa mais fofa do universo, bem como o “sotaque” do gato Mooch. Ao mesmo tempo, as tirinhas mostram as adversidades deles como uma metáfora da nossa vida.

09. “Eu nunca ri tanto”. Um livro que te fez rir alto.

R: Mutts: Cães, Gatos e Outros Bichos (de novo). Eu amo demais essas tirinhas, elas são como um abraço quando a vida está muito dura.

10. “Eu nunca teria sobrevivido minha infância sem ter lido esse livro”. Um livro favorito da sua infância.

R: A saga Harry Potter. Eu acho muita gente da minha idade dará essa resposta. J. K. Rowling carrega nas costas uma geração de leitores, que de tanto acompanhar as aventuras de Harry e seus amigos, acabaram incorporando a leitura como um hábito para a vida inteira.

Siga nas redes sociais!

Facebook  ✚ Instagram ✚ Twitter ✚ Google +  ✚ Pinterest ✚ Youtube ✚ Skoob

Tag – Diferentona

Eu gosto de formatos diferentes de posts, de buscar outras formas de falar sobre livros sem ser através do formato tradicional das resenhas e, por isso, fiquei muito feliz quando o Everton Assis do SOODA Blog me falou do Book Club.

Ele é uma network de blogs e tem duas postagens fixas mensais, que são: resenha de um livro sugerido pelo grupo e uma blogagem coletiva. Eu não tenho a leitura da vez, mas não podia deixar de responder a TAG!

A TAG desse mês é bem leve e divertida e vai ajudar vocês a conhecerem o meu lado mais “diferentona”, rs. Vamos lá?

TAG Diferentona_Foto_Debb Cabral_GatoQueFlutua_blog

01. Só eu que li? ( Um livro que a maioria das pessoas desconhece, mas você leu)

A Procura de Vida Inteligente, do Victor Allenspach. É uma ficção científica nacional lançada de maneira independente pelo autor. O livro é cheio de analogias entre homens e robôs e ainda tem muita referência à Douglas Adams. Eu gostei muito e recomendo que vocês conheçam o trabalho dele!

02. Só eu que não gostei? (Um livro aclamado, menos por você)

Batman – A Piada Mortal, de Alan Moore e Brian Bolland. Polêmico, não é mesmo? Essa obra é muito cultuada entre os fãs de quadrinhos, mas eu não curti e tenho muitos problemas em relação à trama.

03. Só eu que vi apenas o filme? (Um livro que você quer muito ler, mas só assistiu ao filme)

Laranja Mecânica, de Anthony Burgess. Eu adoro o filme, mas infelizmente, nunca li o livro. Em breve isso vai mudar pois consegui uma edição através de uma troca no Skoob!

04. Só eu que não li nada dele(a)? (Um autor famoso de quem você nunca leu um livro)

H.P. Lovecraft. O cara revolucionou o gênero de terror, criando inclusive, elementos fantásticos para este. Lovecraft está na lista das próximas leituras porque tenho uma edição de A Cor que Caiu do Espaço aqui em casa e em breve vou contar para vocês o que achei da escrita do autor.

05. Só eu que gostei do malvado? (Um livro com um vilão – ou não-herói – pelo qual você torceu mais do que pelo mocinho)

Leatherface. O Massacre da Serra Elétrica (1974) é o meu filme de terror preferido. Eu gosto muito de histórias sobrenaturais, mas são aquelas com vilões bem humanos que me assustam mais. Leatherface e sua família são icónicos nesse sentido e o livro da DarkSide com bastidores sobre o filme só reforça o meu pensamento.

06. Só eu que acho que panela velha é que faz comida boa? (Um livro já desgastado, mas que você ama)

O Menino que quase morreu afogado no lixo, da Ruth Rocha. Acho que esse é o meu livro mais antigo, era das leituras do colégio. A história que ensina, de maneira divertida, sobre a importância de ser responsável desde pequeno pela sua organização e limpeza, me cativa até hoje.

07. Só eu que leio nacionais? (Um autor nacional que você adora)

Andrei Simões. Literatura de terror no Pará é com ele! O Andrei consegue nos deixar apreensivos e desolados com suas histórias assustadoras. Já li PutrefaçãoLuz, O deus do horror e recomendo muito!

08. Só eu que amo clássicos? (Um livro clássico que você gostou)

O Vermelho e o Negro, de Stendhal. A  história se passa no período que sucede a Revolução Francesa e tem muita critica social, politica e moral presente.

09. Só eu que li antes de virar filme? (Um livro que foi/vai ser adaptado para o cinema e você leu antes)

Guerra Civil, de Mark Millar & Steve McNiven. Gostei muito desse quadrinho ele é bem questionador e atemporal. Gosto muito do filme também, apesar da história ter tido mudanças bem drásticas. Pra mim, eles são histórias bem diferentes, mas cada uma com o seu lugar no meu coração.

10. Só eu que odiei o protagonista? (Um personagem principal que você odiou)

Sara, de Triângulo de Quatro Lados, de Adelina Barbosa e Fernanda Medeiros. A Sara é aquela protagonista que só sabe fazer drama por causa de namoro, ela me deu nos nervos muitas vezes durante a leitura.

Gostaram da ideia do Book Club?
Conhecam o grupo e façam parte dele!

Siga nas redes sociais!

Facebook  ✚ Instagram ✚ Twitter ✚ Google +  ✚ Pinterest ✚ Youtube ✚ Skoob

6 on 6 – Maio de 2016

Hoje é dia de estreia aqui no GatoQueFlutua. Estreia de uma nova categoria de post, o 6 on 6!

O 6 on 6 possui vários formatos e temas, mas a base dele é: todo dia 06 entra no blog um post com seis fotos feitas no mês anterior. Tem gente que faz de maquiagem, de livros, de compras, tanto faz. O legal desse tipo de projeto é estimular a criatividade e o conteúdo autoral. No meu caso, vou compartilhar com vocês as seis coisas que mais curti no mês que passou.

Isso vale pra tudo, desde uma compra até o registro de um lugar que fui. É claro que posso fazer um mês temático, mas o legal é deixar aberto a todas as possibilidades.

Vem conferir!

Foto - Debb Cabral - blog - GatoQueFlutuaBatom - Foto - Debb Cabral - blog - GatoQueFlutuaDVD_ClubedaLuta - Foto - Debb Cabral - blog - GatoQueFlutuaFoto - Debb Cabral - blog - GatoQueFlutuaAllStar_Converse_Foto-Debb-Cabral-blog-GatoQueFlutuaEspaçoOficinaAssim_Foto-Debb-Cabral-blog-GatoQueFlutua

01. Eu troquei de óculos. Além do meu grau estar vencido, minha armação anterior não me agradava mais. Eu queria uma armação grande e divertida, que eu pudesse usar sempre como assessório e não só na hora do trabalho e leitura. Escolhi essa azul da coleção do Beatles para Chilli Beans. Originalmente era a armação de um óculos de sol, mas mandei substituir por lentes com o meu grau corrigido. Estou amando!

02. Abril foi um mês bem corrido, pra falar a verdade, é o mês que mais trabalho no ano. Algo que me ajudou muito nessa rotina louca foi esse batom da Natura, pois só usava ele, era uma escolha sem erros! Ele tem uma cor linda, ótima cobertura e boa durabilidade, apesar de não ser de longa duração. Combina com tudo que tenho e com os looks que monto. A cor é a Canela Envolvente (linha Faces).

03. Eu encontrei num DVD do filme Clube da Luta em um grupo de vendas e trocas daqui de Belém. Estou muito feliz, pois ele acompanha um pequeno livro que conta bastidores e curiosidades sobre esse filme que amo, inspirado em um livro que amo mais ainda.

04. Essa é a Spoder, minha gata mais velha. Ela sempre vem deitar em cima das coisas que coloco em cima da minha cama e fica me olhando como se não fosse nada de mais. Não tem como dizer não para esses olhos verdes.

05. Ainda na vibe de trabalho, esse foi um instante de pausa em uma manhã muito corrida. A foto foi tirada no Espaço Cultural Casa das Onze Janelas, ponto turístico e histórico daqui de Belém. Meu tênis Converse roxo foi parceiro nesses dias loucos.

06. Eu nunca tinha ido ao Espaço Oficina Assim, que além de abrigar um restaurante delicioso e muito acolhedor, ainda é um lugar de formação de conhecimento e fomentação cultural. Me senti muito bem vinda lá e pretendo voltar mais vezes. A decoração tem muito da identidade paraense em dialogo com a arte nacional e internacional.

Curtiu da ideia do projeto? Participe também e compartilhe seus bons momentos! 🙂

TAG: 16 metas para 2016

Vi que a Alana do blog Através dos Espelhos  respondeu a TAG: 16 metas para 2016 e achei tão bacana que resolvi fazer também!

Muita gente faz metas para o ano novo, esse é um clichê que muitos abominam. Eu sou uma pessoa que adora listas e organização e acho muito importante se preparar e traçar objetivos. Isso ajuda a manter o foco nas prioridades.

Fiz um balanço das coisas que aconteceram em 2015 e que podem mudar ou melhorar em 2016 se eu me esforçar. Esse vídeo traz essas metas na forma de TAG.

Quero chegar ao final deste ano satisfeita com o meu trabalho. 🙂

Vem conferir o vídeo!