6 on 6 – Agosto 2016

Acho que o post mais difícil que tenho que fazer é sempre o 6 on 6. Não sei o motivo, mas ele sempre sai em cima da hora ou, nesse caso, atrasado.

Ontem o dia foi corrido e eu não consegui fotografar nada para mostrar pra vocês, ai tive a ideia de revirar o meu arquivo em busca de imagens já feitas. Tratei todas em preto e branco e gostei do resultado. Foi tudo muito corrido, mas gostei da ideia de ter que rever as imagens que deixo guardadas nas pastas do meu computador.

Sem Titulo_Foto_Debb_Cabral Sem Titulo_Foto_Debb_Cabral Sem Titulo_Foto_Debb_CabralSem Titulo_Foto_Debb_CabralSem Titulo_Foto_Debb_Cabral Sem Titulo_Foto_Debb_Cabral

  1. Essa é a vista da janela do quarto da minha mãe, gostei do efeito que ficou com o vidro dela fechado.
  2. Essa talvez seja a imagem mais antiga da postagem, mas é só do ano passado. Foi feita no porto durante uma viagem até Vila do Conde.
  3. Errei, essa é a imagem mais antiga da seleção. É de uns meses antes da anterior, tirada da janela da Galeria Fidanza, no Museu de Arte Sacra, olhando para a Igreja da Sé.
  4. Essa é a pontinha do Espaço Cultural Casa das Onze Janelas, lugar que abriga o museu de arte contemporânea de Belém, o qual está ameaçado em virtude de uma decisão arbitraria do Governo do Estado que decidiu desapropriar o espaço e tirar o museu da Casa dele. Os artistas e a comunidade criaram um movimento em defesa do museu.
  5. Ainda tem outra perda caso o museu seja tirado da Casa para dar lugar ao Pólo de Gastronomia. Belém perderá o Corveta Museu Solimões, o primeiro navio-museu da região Norte. Ele fica atracado no píer das Onze Janelas e teria que ceder o lugar para o barco-cozinha do projeto.
  6. Pra finalizar outra foto da janela do quarto da minha mãe, desta vez com ela um pouco aberta.

Espero que tenham gostado! 🙂

Siga nas redes sociais!

Facebook  ✚ Instagram ✚ Twitter ✚ Google +  ✚ Pinterest ✚ Youtube ✚ Skoob

O Gato leu: Pretérito Mais Que Perfeito

Pretérito Mais Que Perfeito – Otoniel Oliveira
Editora: Independente
Ano: 2015
Páginas: 72

Eu já tinha ouvido várias falas do Otoniel Oliveira e dos outros artistas sobre o projeto desta graphic novel e meio que na minha cabeça eu sentia que já sabia tudo sobre ela antes mesmo de ler. Eu não podia estar mais enganada.

PreteritoMaisQuePerfeito_GatoQueFlutua_blog_Foto_Debb_Cabral

Pretérito Mais Que Perfeito é um quadrinho ousado, poético e necessário. Ele fala sobre a Belém do século XX, um pouco antes e um pouco depois deste também. São histórias que se passam em diferentes anos e épocas, mas sempre com a mesma testemunha: um banco da Praça da Republica em Belém.

Este banco é o ponto em que vemos diferentes personagens com diversos objetivos em suas vidas. Liberdade, amor, arte, politica e amizade são apenas alguns destes.

Cada conto representa um ano que foi marcante na história de Belém e na história do Brasil também, uma vez que os acontecimentos de um lugar influenciam muitas vezes no outro. Vemos uma Belém escravocrata, uma parisiense, outra militante, outra festiva, outra melancólica e por ai vai. Todas interligadas. Os contos são de apenas duas páginas e podem ser lidos de maneira independente, mas se a leitura for feita de maneira linear veremos um retrato da história recente do país, mas com a diferença de ser localizado em Belém do Pará, ao Norte dos grandes centros de hoje em dia.

Um passado. Um futuro. Uma luta constante no eterno presente.

PreteritoMaisQuePerfeito_GatoQueFlutua_blog_Foto_Debb_Cabral PreteritoMaisQuePerfeito_GatoQueFlutua_blog_Foto_Debb_Cabral

A Belém de Pretérito Mais Que Perfeito não é a mais bonita ou idealizada como a de muitos. A Belém deste quadrinho, desta história desenhada a muitas mãos, é a Belém de todos os dias. A cidade que amamos mas que muitas vezes nos machuca. A HQ mostra um passado que não podemos ignorar e um futuro que pode não ser bem o que imaginamos.

Este é o tipo de história que deveria estar nas bibliotecas das escolas públicas e ser sempre apresentado aos jovens leitores, principalmente aos desta terra, que já nascem com os olhos no horizonte sem antes mesmo ter visto o que está enterrado debaixo dos seus pés.

Há de se destacar também o protagonismo feminino evidente, ainda as tramas sejam vividas por homens e mulheres, é destas que vem a força e a vitalidade que liga as narrativas.

O livro foi publicado via Catarse, totalmente a partir de financiamento coletivo (a primeira HQ paraense produzida desta forma). Ele conta com o roteiro de Otoniel Oliveira e Petrônio Medeiros. As artes ficam por conta de Otoniel Oliveira, Andrei Miralha, Carlos Paul, Diogo Lima, Rafa Marc, Volney Nazareno, Emmanuel Thomaz, Adriana Abreu, Dorival Moraes e Rosiani Olívia.

Outro destaque é a trilha sonora original do projeto, pensada para a imersão na leitura da obra. Ela foi composta e arranjada originalmente pelo multi-instrumentista Leonardo Venturieri e pode ser acessada com o QR Code no inicio de cada trama.

Vale muito a pena conferir!

6 on 6 – Maio de 2016

Hoje é dia de estreia aqui no GatoQueFlutua. Estreia de uma nova categoria de post, o 6 on 6!

O 6 on 6 possui vários formatos e temas, mas a base dele é: todo dia 06 entra no blog um post com seis fotos feitas no mês anterior. Tem gente que faz de maquiagem, de livros, de compras, tanto faz. O legal desse tipo de projeto é estimular a criatividade e o conteúdo autoral. No meu caso, vou compartilhar com vocês as seis coisas que mais curti no mês que passou.

Isso vale pra tudo, desde uma compra até o registro de um lugar que fui. É claro que posso fazer um mês temático, mas o legal é deixar aberto a todas as possibilidades.

Vem conferir!

Foto - Debb Cabral - blog - GatoQueFlutuaBatom - Foto - Debb Cabral - blog - GatoQueFlutuaDVD_ClubedaLuta - Foto - Debb Cabral - blog - GatoQueFlutuaFoto - Debb Cabral - blog - GatoQueFlutuaAllStar_Converse_Foto-Debb-Cabral-blog-GatoQueFlutuaEspaçoOficinaAssim_Foto-Debb-Cabral-blog-GatoQueFlutua

01. Eu troquei de óculos. Além do meu grau estar vencido, minha armação anterior não me agradava mais. Eu queria uma armação grande e divertida, que eu pudesse usar sempre como assessório e não só na hora do trabalho e leitura. Escolhi essa azul da coleção do Beatles para Chilli Beans. Originalmente era a armação de um óculos de sol, mas mandei substituir por lentes com o meu grau corrigido. Estou amando!

02. Abril foi um mês bem corrido, pra falar a verdade, é o mês que mais trabalho no ano. Algo que me ajudou muito nessa rotina louca foi esse batom da Natura, pois só usava ele, era uma escolha sem erros! Ele tem uma cor linda, ótima cobertura e boa durabilidade, apesar de não ser de longa duração. Combina com tudo que tenho e com os looks que monto. A cor é a Canela Envolvente (linha Faces).

03. Eu encontrei num DVD do filme Clube da Luta em um grupo de vendas e trocas daqui de Belém. Estou muito feliz, pois ele acompanha um pequeno livro que conta bastidores e curiosidades sobre esse filme que amo, inspirado em um livro que amo mais ainda.

04. Essa é a Spoder, minha gata mais velha. Ela sempre vem deitar em cima das coisas que coloco em cima da minha cama e fica me olhando como se não fosse nada de mais. Não tem como dizer não para esses olhos verdes.

05. Ainda na vibe de trabalho, esse foi um instante de pausa em uma manhã muito corrida. A foto foi tirada no Espaço Cultural Casa das Onze Janelas, ponto turístico e histórico daqui de Belém. Meu tênis Converse roxo foi parceiro nesses dias loucos.

06. Eu nunca tinha ido ao Espaço Oficina Assim, que além de abrigar um restaurante delicioso e muito acolhedor, ainda é um lugar de formação de conhecimento e fomentação cultural. Me senti muito bem vinda lá e pretendo voltar mais vezes. A decoração tem muito da identidade paraense em dialogo com a arte nacional e internacional.

Curtiu da ideia do projeto? Participe também e compartilhe seus bons momentos! 🙂

Semana do Quadrinho Nacional faz homenagem aos 400 anos de Belém

No próximo dia 25 se inicia a 2ª Semana do Quadrinho Nacional aqui em Belém, um encontro de leitores e criadores de quadrinhos de todo o estado. A abertura será no Cine Líbero Luxardo, às 17h, com a exibição do documentário VHQ – Uma breve história do quadrinho paraense, de Vince Souza.

Tradicionalmente, o Dia do Quadrinho Nacional é comemorado em 30 de janeiro, mas ao propor uma semana dedicada à nona arte, a organização busca ampliar o debate e fomentar a cena cultural do estado do Pará .

"Pretérito Mais que Perfeito” - primeira HQ feita em Belém através de financiamento coletivo.

“Pretérito Mais que Perfeito” – primeira HQ feita em Belém através de financiamento coletivo.

Toda a programação será gratuita e contará com sessões de autógrafos, workshops, lançamento do Concurso de Quadrinhos “Belém 400 Anos”, além da exposição “Belém em Quadrinhos”.

Mais detalhes da programação podem ser encontrados no site da Fundação Cultural do Pará (FCP), que estará realizando  o evento através de sua Diretoria de Leitura e Informação (DLI).

semana do quadrinho nacional 2016

 

2015 encerra com Retrospectiva Literária em Belém

2015 foi um ano recheado de eventos literários em Belém. Eu tive a oportunidade de participar de alguns e os desse final de ano foram, sem dúvida, os melhores.

Centenas de foram livros lançados, chegaram novas séries para a gente se apaixonar, além de continuações de tirar o fôlego, e finais de séries/trilogia mais que emocionantes. Além disso, esse ano foi responsável pela chegada de novos autores nos cenários internacional, nacional e porque não dizer paraense. Foi um excelente ano para os talentos locais.

Retrospectiva Literária 2015 - belém

Para relembrar esses bons momentos, os blogs Sobre os Olhos da Alma e Garota Pai Dégua se uniram com as editoras Empireo, Darkside Books, Rocco, Globo Livros e Seguinte para realizar A Retrospectiva Literária 2015.

O evento além de unir o que de melhor se teve na literatura em 2015, será um momento de confraternização entre os leitores e de projeção dos projetos para 2016.

Imperdível! 😀

Dia:  06/12/2015
Horário: 16h
Local: Saraiva Mega Store (Boulevard Shopping)
Endereço: Av. Visconde de Souza Franco, 776 – Loja 233 – Reduto
Entrada franca
Evento no Facebook