Estar só não significa estar disponível

Eu caminho todas as noites, de segunda a sexta, das 21 às 22 horas. Faço meus exercícios nesse horário pois a rua já está mais tranquila e a academia ao ar livre também.

Uso leggings até o pé, sempre pretas ou cinza. Camisas de super heróis, séries e outras coisas nerds com um número acima do meu, completam o look. Nessa uma hora em que caminho, fico só com meus pensamentos e com a música que ouço.

Mas sempre há uma perturbação na força.

Personagem Robin Scherbatsky, da série How I Met Your Mother

De bicicleta, a pé, de carro ou moto, um inconveniente sempre cruza o meu caminho. Homens com cantadas baratas e ridículas, que não se importam em respeitar o momento de tranquilidade das pessoas.Mexem e quando você os ignora, eles dizem que você não gosta de homem.

Onde já se viu? Só porque não quero dar papo pra um imbecil tenho que ser chamada de “sapatão”? Gostando ou não de homem, eu prefiro estar bem longe de um tipo desses, preconceituoso em todos os sentidos.

Caras assiim pensam que só porque você está sozinha a noite está disponível para o que eles quiserem. Em que século vivemos?

Ignoro e às vezes rebato o que dizem para ver se eles se tocam. Mas uma coisa não dá pra fazer: deixar de viver por medo de homens assim.Se afastem e não deem atenção, mas se eles insistirem (tem caras que chegam a ficar te seguindo) gritem, chamem ele de tarado, façam um escândalo na rua. Talvez só a vergonha e a humilhação pública façam com que eles se toquem.

#ForçaGarotas

Siga nas redes sociais!

Facebook  ✚ Instagram ✚ Twitter ✚ Google +  ✚ Pinterest ✚ Youtube ✚ Skoob

3 comentários sobre “Estar só não significa estar disponível

Comente!